Saúde

vacina febre amarela

Foram divulgados os mais completos informes do Ministério da Saúde de Situação Epidemiológica de Febre Amarela no Brasil (2016, 2017 e 2018), atualizados dia 20/11. De acordo com o Informe nº 01 - 2016/2017, no período (julho/2016 a junho/2017), foram confirmados 779 casos humanos e 262 óbitos, além de 1.659 epizootias em PNH (Primatas Não Humanos) envolvendo a morte de pelo menos 2504 animais.

Segundo o Informe nº 02 - 2017/2018, no período 1/7/2017 a 17/11/2017, foram notificadas ao Ministério da Saúde 1.260 epizootias em PNH suspeitas, das quais 125 foram confirmadas por febre amarela e 507 permanecem em investigação. Foram notificados 218 casos humanos suspeitos da doença, dos quais três foram confirmados

Musculação

Estudo do InCor mostra mais uma forma de como os esteroides estão relacionados a problemas no sistema cardiovascular

Com a popularidade do estilo de vida fitness das academias, o uso de anabolizantes tem se tornado cada vez mais comum, apesar dos conhecidos malefícios para a saúde. Uma pesquisa do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) verificou mais um deles: o efeito desses esteroides na funcionalidade do HDL, a lipoproteína de alta densidade, mais conhecida como “colesterol bom”.

Ao final dos exames, foi revelado que um a cada quatro usuários de anabolizantes sofria de aterosclerose precoce, doença que não foi diagnosticada em nenhum dos

Medição

O Laboratório de Metrologia Mecânica do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) efetuou, por meio da rede ProdSaude, a compra de dois equipamentos. Um deles é a máquina de medição de contorno e rugosidade, e o outro um sistema laser de medição. A ProdSaude é uma das redes constituídas por iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações no âmbito do programa Sibratec (Sistema Brasileiro de Tecnologia) para apoio ao desenvolvimento da oferta de serviços tecnológicos em metrologia, normalização e avaliação da conformidade. A rede tem como missão conectar oferta, demanda e governo para o desenvolvimento tecnológico nacional nos temas de implantes, próteses e instrumental cirúrgico, artigos odonto-médico-hospitalares, produtos para diálise

barbeiros silvestres

Um estudo realizado por pesquisadores da Fiocruz Minas, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde do Tocantins e o Instituto Gulich de Altos Estudos Espaciais (Argentina), mostrou que é possível prever a frequência com que os triatomíneos (popularmente conhecidos como barbeiros e transmissores do parasita que causa a doença de Chagas) invadem ambientes domiciliares. A pesquisa utilizou dados gerados pela vigilância entomológica do estado e uma série de variáveis ambientais, socioeconômicas e demográficas, que poderiam influenciar na entrada dos insetos dentro das casas. Dessa forma, foram elaborados modelos estatísticos capazes de predizer o número de invasões em cada um dos municípios do Tocantins.

Os pesquisadores usaram os registros de insetos

diabetes gestacional

É comum ocorrer um problema ou outro durante a gravidez, por mais que a mulher sonhe com uma gestação totalmente saudável, intercorrências podem aparecer como, por exemplo, o diabetes gestacional. O problema nada mais é do que uma alteração hormonal que causa a intolerância a carboidratos.

Segundo a endocrinologista, Dra. Amália Lucy Querino, "o diabetes gestacional nem sempre pode ser prevenido porque parte do problema está relacionado às alterações hormonais típicas da mulher grávida causadas pela placenta para assegurar alimento (açúcar) ao embrião. A disglicemia é a alteração metabólica mais comum na gravidez, sendo o diabetes gestacional a forma mais prevalente, definido como uma alteração da glicemia de qualquer grau, detectada pela primeira vez nos exames do pré natal. A ocorrência da doença tem aumentado nas últimas décadas, devido dois importantes fatores de risco: a prevalência

Fred Bernardes Filho

Produção de material contou com a ajuda de pesquisador da USP em Ribeirão Preto

Com o verão chegando, redobram os cuidados com excessos de exposição ao sol e a prevenção do câncer mais frequente no País: o de pele. Para algumas profissões, como os pescadores, esse cuidado deve se manter redobrado durante todo o ano.  Por isso, a USP em Ribeirão Preto se uniu a outras entidades para criar uma campanha específica e materiais com orientações, não só contra câncer, mas para outros riscos dessa profissão. 

O resultado dessa parceria resultou em uma cartilha e um gibi produzidos pela agência Texto & Cia Comunicação de Ribeirão Preto, com ilustrações de José

livro com falta de memória

Doença implica estranheza e desorientação dos comportamentos, embaralhando fronteiras entre tempo e espaço

Até que ponto o esquecimento é sinal de doença? O artigo discute a memória como um processo que se estabelece na relação tensa e ambígua entre imaginação e alucinação, juventude e velhice, demência e lucidez. Pelos estudos na área, a memória não é cronológica, não é linear, mas uma avalanche de pensamentos e recordações, em que o tempo é um conceito complexo. Desse modo, quando esse processo se torna patológico?, questiona Daniela Feriani, em artigo da Revista de Antropologia, cujo tema é a doença de Alzheimer, partindo de “noções como trauma, verdade contrafactual e alucinação, o artigo

sintomas de diabetes

Segundo estudos, no Brasil há mais de 13 milhões de pessoas com diabetes, número que representa 6,9% da população. E os casos não param de crescer, em alguns deles, o diagnóstico demora, favorecendo o aparecimento de complicações.

De acordo com o nutrólogo Máximo Asinelli, do hospital de Medicina e Cirurgia do Paraná e da Asinelli Clínicas, "a diabetes acontece porque o pâncreas não é capaz de produzir o hormônio chamado de 'insulina' em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo, ou também porque este hormônio não é capaz de agir da maneira adequada no organismo", explica.

A diabetes comumente classifica-se em dois grupos: Tipo 1 e Tipo 2,

Hemorroidas

O Novembro Azul, tão celebrado pela prevenção e combate ao câncer de próstata, traz benefícios paralelos ao ajudar no alerta para outras doenças que acometem o sexo masculino. Algumas delas necessitam apenas de simples cuidados, mas que se não avaliadas por um especialista e tratadas a tempo podem se tornar um problema cotidiano, social e até interferir nas as relações sexuais.

“Mesmo que aparentemente não represente um caso grave, postergar o diagnóstico e o tratamento pode agravar o quadro clínico da doença. Além disso, procurar um médico evita que o problema se agrave e que o paciente tenha que conviver com um incomodo desnecessário no seu dia a dia”, explica

vírus Zika

Para a maioria das pessoas, o contato com os vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti resulta apenas no desconforto passageiro causado por sintomas como febre alta, dor de cabeça ou nas articulações. Em alguns casos, porém, complicações mais sérias – e até mesmo fatais – podem surgir.

Com o objetivo de encontrar biomarcadores que auxiliem os médicos a identificar precocemente indivíduos propensos a desenvolver manifestações severas da dengue, Zika ou chikungunya, foi lançado o projeto Arbobios. Com duração prevista de quatro anos, a iniciativa é apoiada pela FAPESP, pela Universidade de São Paulo (USP) e pela empresa francesa bioMérieux no âmbito do programa Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE).

UTI

O Brasil tem uma taxa extremamente alta de morte por sepse em UTIs, superando até mortes por acidente vascular cerebral e infarto nessas unidades. Segundo levantamento organizado por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do Instituto Latino Americano de Sepse (Ilas), a cada ano morrem mais de 230 mil pacientes adultos nas UTIs em decorrência da doença. A estimativa é sombria, 55,7% dos pacientes internados com sepse vão a óbito.

Os dados são do primeiro estudo nacional de pacientes com sepse atendidos em UTIs, que teve os resultados publicados na revista Lancet Infection Diseases. O trabalho é resultado de um Projeto Temático apoiado pela FAPESP.

A