Renato Gama-Rosa

O ano de 2018 ainda não começou, mas já tem gerado expectativas para o Mestrado Profissional em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz): a partir do dia 1º de janeiro, o Programa de Pós-graduação abrigará a Sede do Docomomo Brasil – um dos mais importantes movimentos relacionados a documentação e conservação do patrimônio arquitetônico moderno.

Responsável pelo mestrado, o arquiteto e urbanista Renato Gama-Rosa, pesquisador da COC/Fiocruz, coordenará as ações do Docomomo Brasil para o biênio 2018/2019. Ele explica que esta integração poderá envolver positivamente os discentes. “Nossa ideia é integrar os alunos que desenvolvem projetos com temáticas relacionadas ao movimento moderno, para que sejam inseridos nas discussões de forma acadêmica, reflexiva e profissional”, disse. “Isto representa um grande ganho para o nosso mestrado, pois será possível articular as linhas de ações do curso com estratégias efetivas de preservação e salvaguarda das edificações modernas, incentivando e favorecendo as pesquisas na área”, completou.

Gama-Rosa contou, ainda, como pretende estimular a produção acadêmica. “O Docomomo Brasil edita uma revista on-line, cujos artigos são produzidos nos seminários realizados pela entidade. Vamos estimular a participação dos alunos nestes encontros, a fim de que os artigos produzidos sejam submetidos à publicação e, após processo de revisão pelos editores, possam ser publicados nas próximas edições, garantindo o aumento e a visibilidade da produção acadêmica sobre o tema”, destacou.

Como coordenador do Docomomo, Renato pretende fortalecer as diretrizes que norteiam o movimento. “Minha gestão estará pautada em cumprir as metas já estabelecidas, atuando na luta pela preservação do movimento moderno, promovendo campanhas que chamem atenção para a destruição e o abandono de obras do conjunto arquitetônico brasileiro. Além disso, vamos incentivar a pesquisa e intensificar a participação brasileira em encontros internacionais”, pontoou.

Rede de relacionamento

De acordo com Gama-Rosa, o Brasil ocupa posição de destaque no cenário da arquitetura moderna e possui profissionais e instituições reconhecidas internacionalmente. “Este destaque nos coloca em uma posição privilegiada frente ao modernismo internacional, o que exige uma constante vigilância para a manutenção, divulgação e valorização do nosso patrimônio moderno”, lembrou. No entanto, para o especialista, é preciso aprimorar ainda mais o intercâmbio com outros países. “É necessário intensificar a campanha de filiação para o Docomomo Internacional para que nossos especialistas participem das discussões em âmbito mundial, contribuindo para a troca de experiências. Nossos alunos poderão se inserir neste contexto”, ressaltou.

O especialista adiantou também que o encontro da União Internacional dos Arquitetos, que acontecerá no Rio de Janeiro, em 2020, será uma oportunidade de troca de conhecimento para os profissionais brasileiros. “Até lá, vamos preparar o ambiente com as ações do Docomomo Nacional e do nosso mestrado para receber visitantes de diversas partes do mundo. Desta forma, criaremos um cenário favorável para que nossos especialistas apresentem seus projetos, e organizem uma rede de relacionamento para favorecer o movimento, mantendo a representatividade do Brasil em relação à arquitetura moderna”, concluiu.

Docomomo Brasil

Seguindo a missão do Docomomo Internacional, a entidade foi criada em 1992, no Mestrado em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia - UFBA (atual PPGAU/UFBA). A iniciativa tem como objetivo a construção de uma organização nacional flexível para incluir não apenas pesquisadores, mas também profissionais de órgãos de preservação, de escritórios de arquitetura, jornalistas e outros.

O Docomomo Brasil tem como principais ações a produção de inventários, campanhas de preservação e divulgação de obras de arquitetura, urbanismo, paisagismo, engenharia e artes em geral do Movimento Moderno no Brasil, bem como pedidos de tombamento. Luta contra a descaracterização e a destruição de obras representativas do Movimento Moderno no Brasil e apoia ações semelhantes em outras partes do mundo.

COC/Fiocruz

Pin It