Projeto Temático conduzido na Educação Física da USP, em São Paulo, oferece oportunidade para pesquisa (foto: Wikimedia)

Projeto Temático conduzido na Educação Física da USP, em São Paulo, oferece oportunidade para pesquisa

A Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (USP) dispõe de uma oportunidade de Bolsa de Pós-Doutorado em Nutrição Esportiva, vinculada ao Projeto Temático “Metabolismo da Carnosina no Músculo Esquelético: um Estudo de Múltiplas Abordagens”, apoiado pela FAPESP.

Segundo o pesquisador responsável pelo projeto, Bruno Gualano, a carnosina é um dipeptídeo citoplasmático encontrado em altas concentrações no músculo esquelético de vertebrados e invertebrados e está associada ao tamponamento muscular, sensibilidade e liberação do cálcio dos canais do retículo sarcoplasmático e/ou sensibilidade do cálcio na maquinaria contrátil e sequestro de espécies reativas de oxigênio.

Tem sido demonstrado que a elevação dos níveis musculares de carnosina pela ingestão desse dipeptídeo na dieta ou por meio da suplementação de beta-alanina pode levar a uma melhora da capacidade e do desempenho físico em exercícios de alta intensidade, embora os mecanismos relacionados a tais melhoras ainda necessitem ser elucidados.

Além disso, de acordo com Gualano, enquanto existem alguns autores que sugerem que o treinamento físico prolongado de alta intensidade pode resultar em aumentada capacidade tamponante muscular, é incerto se isso ocorre devido a um aumentado conteúdo muscular de carnosina.

O Projeto Temático pretende realizar pesquisas em três vertentes: 1) investigar os efeitos da suplementação de beta-alanina a longo prazo sobre as concentrações pico de carnosina no músculo esquelético, bem como sobre as associadas alterações da capacidade física, genes relacionados à carnosina e potenciais efeitos colaterais; 2) Investigar os efeitos de um programa prolongado de treinamento físico de alta intensidade sobre o conteúdo de carnosina e capacidade de tamponante musculares, tanto no músculo inteiro quanto em fibras musculares isoladas; 3) utilizar um desenho de fisiologia comparativa, de forma a examinar o conteúdo muscular de carnosina do beija-flor, faisão e humanos e também determinar a compartimentação de carnosina na célula.

O bolsista trabalhará em estudos na área de nutrição esportiva, particularmente com carnosina/beta-alanina.

Candidatos com treinamento em fisiologia do exercício, nutrição, fisiologia comparativa e/ou bioquímica do exercício são encorajados a candidatarem-se à vaga. A data-limite para inscrição é 26 de maio de 2015.

Os interessados devem contatar o professor Gualano (This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.) e encaminhar currículo e carta de recomendação.

A oportunidade está publicada em: http://fapesp.br/oportunidades/810. A vaga está aberta a brasileiros e estrangeiros.

O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 6.143,30 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica de Bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de Bolsas de Pós-Doutorado, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/bolsas/oportunidades.

 

 

Pin It