Nutrição

toxina Shiga

Entre as bactérias da espécie Escherichia coli, moradoras habituais do trato digestivo humano, existe um grupo capaz de produzir uma toxina chamada Shiga que tem intrigado os microbiologistas.

Em países como Austrália, Estados Unidos, Japão e Argentina, o consumo de carne bovina infectada por cepas dessa bactéria, conhecida como STEC (sigla em inglês para E. coli produtora de toxina Shiga), tem sido associado ao desenvolvimento de uma doença grave denominada síndrome hemolítico-urêmica (SHU), que causa insuficiência dos rins e acomete, principalmente, crianças com menos de cinco anos. No Brasil, por outro lado, um determinado sorotipo de STEC já foi encontrado na carne e nas fezes de bovinos – reservatório natural dessas bactérias –, mas nunca

Cantor Victor Sávios

A Feira vegana Vida Liberta comemora 21 edições no Dia Mundial do Veganismo, dia 1º de novembro, no Downtown com shows de blues e um tributo ao eterno Tim Maia, na voz do cover Victor Sávios, dia 2 de novembro.  A feira gratuita acontece na praça principal do Downtown, das 13h às 21h. Além de gastronomia inclusiva – sem crueldade animal, sem glúten, sem lactose, vegana, low carb e funcional como kombucha, uma espécie de refrigerante probiótico, – a Vida Liberta oferta produtos sustentáveis e sem testes em animais como óculos de bambu, sabonetes de glicerina vegetal, shampoo sem parabenos e sulfatos, panos de cera que substituem plástico filme, canudos de inox, moda masculina, feminina,

BioFORT

O objetivo é desenvolver cultivar de arroz biofortificada no âmbito da Rede BioFORT

Um arroz rico em micronutrientes – o arroz biofortificado -  está em processo de desenvolvimento pela Embrapa. O objetivo é atingir níveis de zinco desejáveis para produzir benefícios à nutrição humana. O projeto de pesquisa - desenvolvido pela Embrapa Cocais em parceria com a Embrapa Arroz e Feijão e Embrapa Agroindústria de Alimentos no âmbito da Rede BioFORT -  também busca características agronômicas ou sensoriais de interesse, atrativas aos agricultores e consumidores.

Uma das ações de pesquisa foi a caracterização para teor de zinco dos 550 genótipos da coleção nuclear da Embrapa, que representam toda variabilidade genética do banco de germoplasma da Empresa.

uva

O Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC, da sigla em inglês), um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP, desenvolve técnica que poderá aumentar em 70% o teor de resveratrol no suco de uva. A substância, presente no vinho, previne doenças coronárias, reduz níveis de colesterol ruim (LDL), tem ação anti-inflamatória e fortalece o sistema muscular.

A pesquisadora Laís Moro, doutoranda em Ciência dos Alimentos na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (FCF-USP) e bolsista da FAPESP, desenvolveu uma técnica para estimular a produção de resveratrol naturalmente nas plantas.

“Os resultados preliminares indicam que, com o tratamento, houve um aumento de 70% desse composto no suco, que se manteve mesmo

Tela do aplicativo Nutricare

Criado por alunas de Nutrição e nutricionistas da USP, Nutricare indica se jovens e adultos estão no peso ideal e se apresentam fatores de riscos

Fazer sua própria avaliação nutricional pelo celular. O aplicativo criado por estudantes de Nutrição e nutricionistas da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, em São Paulo, é voltado a adultos e idosos. O usuário pode realizar suas próprias medições corporais e fazer o controle da saúde mais facilmente. O Nutricare indica se o usuário está acima ou abaixo do peso e se apresenta fatores de risco para complicações metabólicas, como diabete e doenças cardiovasculares.

O app é baseado em quatro índices nutricionais: IMC (Índice de Massa Corporal), IAC (Índice de

obesidade gestacional

Sobrepeso e obesidade são alguns dos principais problemas de saúde pública que atingem a população mundial, sendo catalogadas como "epidemia do século 21" pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, o número de obesos aumentou 67,8% entre 2006 e 2018, segundo resultados da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) de 2018, do Ministério da Saúde (MS). 

Nesta epidemia mundial da obesidade, as mulheres são especialmente afetadas, incluindo as brasileiras. Segundo a mesma pesquisa do MS, 20,7% das mulheres no país são obesas, percentual alarmante ao considerarmos que é um problema de saúde em expansão entre mulheres em idade reprodutiva, com a gestação na lista

IQSC

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) usaram luz ultravioleta para modificar a estrutura de uma das principais proteínas encontradas no soro do leite de vaca, a betalactoglobulina, tornando-a mais fácil de ser digerida por idosos.

O trabalho foi conduzido no Instituto de Química de São Carlos (IQSC) durante o mestrado de Juliana Fracola, no âmbito de um Projeto Temático apoiado pela FAPESP e coordenado pelo professor Daniel Rodrigues Cardoso.

“Obtivemos um aumento de 50% na digestão da proteína irradiada em comparação com a que não recebeu ação da luz”, disse Fracola à Assessoria de Imprensa do IQSC.

Para avaliar a eficácia do procedimento, a proteína com a estrutura alterada foi adicionada a uma solução

produção agropecuária

O modelo de produção agropecuária extensivo praticado nas últimas décadas para atender à demanda global por alimentos tem causado um aumento das taxas de uso e ocupação da terra em escala sem precedentes. Esses processos têm contribuído para a perda de biodiversidade e de ecossistemas, degradação de solo e aumento das emissões de gases de efeito estufa, constata o relatório especial divulgado nesta quinta-feira (08/8) pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) da Organização das Nações Unidas (ONU), elaborado por 107 cientistas, de 52 países.

Entre as medidas propostas no texto para melhorar a gestão do uso da terra estão reduzir o desmatamento de florestas tropicais, replantar vegetação nativa para sequestrar

Marco Aurélio Vinolo

Dados de um estudo apoiado pela FAPESP e publicado na revista Nature Communications sugerem que uma dieta rica em fibras solúveis pode proteger crianças contra os efeitos do vírus sincicial respiratório (RSV) – causador da bronquiolite –, reduzindo significativamente a perda de peso, a carga viral e o infiltrado de células de defesa nos pulmões durante a infecção.

Por meio de experimentos com camundongos, pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) mostraram que, no intestino, as fibras são transformadas pela microbiota em ácidos graxos de cadeia curta, que atuam no pulmão ativando os receptores celulares do tipo GPR43, responsáveis pelo efeito protetor.

A pesquisa

Chocolate

Se segunda-feira costuma ser o dia tradicional de se iniciar dietas, deixe a sua para o dia 26 de agosto. É que de 23 a 25 (de sexta a domingo) acontece a nona edição do Festival do Chocolate de Nova Friburgo. O evento, que no ano passado reuniu mais de 20 mil pessoas em três dias, acontece na Casa Suíça, em Conquista. Lá, o protagonista da festa poderá ser visto - e consumido - nas mais variadas formas: em barra, tortas, bolos, doces em geral, fondue, trufas, no leite... Sem contar que haverá uma ampla praça de alimentação com food trucks, food bikes, barracas gourmets, espaço queijos & vinhos, cervejas artesanais e especiais, além de parque infantil,

alimentos

Em um trabalho publicado na Scientific Reports, pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e de seis países europeus avaliam comportamentos determinantes para o ganho de peso entre crianças e adolescentes. A obesidade infantil pode favorecer o surgimento prematuro de problemas como o diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

O estudo destaca que o hábito de muitos adolescentes de pular o café da manhã em suas casas antes de seguir para as escolas guarda relação direta com o aumento da circunferência abdominal e com o aumento no índice de massa corporal (IMC) nesse grupo etário. Dispensar a primeira refeição do dia pode levar a uma dieta desequilibrada, além de hábitos nada