Nutrição

uva

O Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC, da sigla em inglês), um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP, desenvolve técnica que poderá aumentar em 70% o teor de resveratrol no suco de uva. A substância, presente no vinho, previne doenças coronárias, reduz níveis de colesterol ruim (LDL), tem ação anti-inflamatória e fortalece o sistema muscular.

A pesquisadora Laís Moro, doutoranda em Ciência dos Alimentos na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (FCF-USP) e bolsista da FAPESP, desenvolveu uma técnica para estimular a produção de resveratrol naturalmente nas plantas.

“Os resultados preliminares indicam que, com o tratamento, houve um aumento de 70% desse composto no suco, que se manteve mesmo

IQSC

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) usaram luz ultravioleta para modificar a estrutura de uma das principais proteínas encontradas no soro do leite de vaca, a betalactoglobulina, tornando-a mais fácil de ser digerida por idosos.

O trabalho foi conduzido no Instituto de Química de São Carlos (IQSC) durante o mestrado de Juliana Fracola, no âmbito de um Projeto Temático apoiado pela FAPESP e coordenado pelo professor Daniel Rodrigues Cardoso.

“Obtivemos um aumento de 50% na digestão da proteína irradiada em comparação com a que não recebeu ação da luz”, disse Fracola à Assessoria de Imprensa do IQSC.

Para avaliar a eficácia do procedimento, a proteína com a estrutura alterada foi adicionada a uma solução

Chocolate

Se segunda-feira costuma ser o dia tradicional de se iniciar dietas, deixe a sua para o dia 26 de agosto. É que de 23 a 25 (de sexta a domingo) acontece a nona edição do Festival do Chocolate de Nova Friburgo. O evento, que no ano passado reuniu mais de 20 mil pessoas em três dias, acontece na Casa Suíça, em Conquista. Lá, o protagonista da festa poderá ser visto - e consumido - nas mais variadas formas: em barra, tortas, bolos, doces em geral, fondue, trufas, no leite... Sem contar que haverá uma ampla praça de alimentação com food trucks, food bikes, barracas gourmets, espaço queijos & vinhos, cervejas artesanais e especiais, além de parque infantil,

alimentos

Em um trabalho publicado na Scientific Reports, pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e de seis países europeus avaliam comportamentos determinantes para o ganho de peso entre crianças e adolescentes. A obesidade infantil pode favorecer o surgimento prematuro de problemas como o diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

O estudo destaca que o hábito de muitos adolescentes de pular o café da manhã em suas casas antes de seguir para as escolas guarda relação direta com o aumento da circunferência abdominal e com o aumento no índice de massa corporal (IMC) nesse grupo etário. Dispensar a primeira refeição do dia pode levar a uma dieta desequilibrada, além de hábitos nada

café

O hábito de consumir mais de três xícaras de café por dia aumenta em até quatro vezes a chance de indivíduos geneticamente predispostos apresentarem níveis elevados de pressão arterial. A conclusão é de um estudo feito na Universidade de São Paulo (USP) e divulgado na revista Clinical Nutrition.

O estudo, apoiado pela FAPESP, baseou-se em dados de 533 pessoas entrevistadas no Inquérito de Saúde do Município de São Paulo (ISA-Capital 2008), estudo de base populacional que abrange a área urbana da capital e avalia as condições de saúde dos moradores. Não foi observada associação significativa entre a bebida e os níveis de pressão arterial no caso de pessoas que consumiam até três xícaras ao dia.

Tela do aplicativo Nutricare

Criado por alunas de Nutrição e nutricionistas da USP, Nutricare indica se jovens e adultos estão no peso ideal e se apresentam fatores de riscos

Fazer sua própria avaliação nutricional pelo celular. O aplicativo criado por estudantes de Nutrição e nutricionistas da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, em São Paulo, é voltado a adultos e idosos. O usuário pode realizar suas próprias medições corporais e fazer o controle da saúde mais facilmente. O Nutricare indica se o usuário está acima ou abaixo do peso e se apresenta fatores de risco para complicações metabólicas, como diabete e doenças cardiovasculares.

O app é baseado em quatro índices nutricionais: IMC (Índice de Massa Corporal), IAC (Índice de

Alimentos

Aumentam os indícios de que uma dieta rica em alimentos ultraprocessados pode ser prejudicial à saúde. Por essa razão, alguns especialistas em nutrição e saúde pública afirmam que o ideal seria reduzir ao mínimo o consumo dessas comidas industrializadas que apresentam altos teores de açúcares, gorduras, sal e compostos químicos que aumentam a durabilidade ou conferem mais aroma, cor e sabor.

Apenas em maio deste ano, 10 novos estudos trouxeram resultados indicando possíveis efeitos nocivos dos ultraprocessados à saúde. Realizados nos Estados Unidos, na França, na Espanha e no Brasil, os trabalhos quase sempre envolveram um número grande de participantes. Seus resultados reforçam as indicações de que esses alimentos estariam ligados ao aumento da pressão

Nanoemulsão

Uma nanoemulsão de cera de carnaúba usada em experimentos com mamão, laranja, tangerina e tomate demonstrou ser uma ferramenta promissora no revestimento de frutos por formar uma barreira contra a perda de umidade, troca de gases e ação microbiana.

O composto reforçado com nanopartículas foi capaz de preservar a qualidade e prolongar o tempo de vida dos frutos em 15 dias a mais, em média, comparado ao revestimento convencional que não conta com a adição das partículas ultrafinas. Nesses casos, o tempo de prateleira varia de acordo com o fruto e com a temperatura em que é conservado. O mamão, por exemplo, dura até duas semanas com revestimento convencional.

A vantagem é que a matriz

produção agropecuária

O modelo de produção agropecuária extensivo praticado nas últimas décadas para atender à demanda global por alimentos tem causado um aumento das taxas de uso e ocupação da terra em escala sem precedentes. Esses processos têm contribuído para a perda de biodiversidade e de ecossistemas, degradação de solo e aumento das emissões de gases de efeito estufa, constata o relatório especial divulgado nesta quinta-feira (08/8) pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) da Organização das Nações Unidas (ONU), elaborado por 107 cientistas, de 52 países.

Entre as medidas propostas no texto para melhorar a gestão do uso da terra estão reduzir o desmatamento de florestas tropicais, replantar vegetação nativa para sequestrar

farinha de pinhão

Para aproveitar o valor nutricional do pinhão como alimento funcional e sem glúten, a Embrapa Florestas (PR) desenvolveu dois tipos de farinha que podem ser utilizadas em diversas preparações alimentares como bolos, massas e pães. Feitos com pinhão cozido e pinhão cozido e seco, que incorporam os compostos antioxidantes e minerais da casca do pinhão, os novos produtos apresentam valor nutricional diferenciado (veja tabela) e são isentos de glúten, o que os tornam uma excelente alternativa para dietas de pessoas que sofrem de doença celíaca.

A pesquisadora da Embrapa Cristiane Helm ressalta que o mercado para celíacos ou pessoas com dieta restrita ao glúten é crescente e aposta no diferencial da farinha de pinhão nesse

Suínos e Aves

Os custos de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, tiveram comportamentos diferentes no mês de maio. O ICPSuíno voltou a cair nos últimos 30 dias, chegando a 212,29 pontos, o que significa uma redução de 0,57% em relação a abril. Mais uma vez, a queda foi puxada pelos gastos com a nutrição dos animais (-1,11%), que representa 75% do total dos custos de produção dos suínos.

No ano, o ICPSuíno acumula -3,30%. Com isso, o cálculo do custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina passou de R$ 3,73 em abril para R$