Fisioterapia

Revista Fisioterapia e Pesquisa

Com ênfase na divulgação da pesquisa clínica, a revista trimestral tem como objetivo divulgar a produção científica da fisioterapia

A revista Fisioterapia e Pesquisa publicou sua nova edição (v. 23, n. 6 – 2016).

Com ênfase na divulgação da pesquisa clínica, a revista trimestral tem como objetivo divulgar a produção científica da fisioterapia e outras áreas da saúde, contando com pesquisadores nacionais e estrangeiros em seu corpo editorial.

A edição atual traz pesquisas que abordam, entre outros temas, humanização da fisioterapia em UTI; síndrome da dor patelofemoral e características baropodométricas; nível de atividade física de pacientes em hemodiálise; efeitos da técnica de pompage associada ao exercício aeróbico na fibromialgia; e uma revisão sobre os efeitos do Pilates na postura

técnica inédita na fisioterapia

Uma técnica inédita na fisioterapia lança uso de um artefato para corrigir desvios posturais de retropé valgo – uma alteração óssea do calcanhar. Foi o que sugeriu estudo de mestrado apresentado à Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC), cujo autor, Humberto Akira Takahashi, a batizou com o nome de Integração Postural por Terapia Manual (IPTM). Os testes foram feitos com militares do município de Campinas (SP), e se mostraram promissores.

A IPTM é a primeira técnica brasileira de correção de desvio postural com essa finalidade a ser validada em uma Universidade – a Unicamp. A proposta é fazer com que os terapeutas passem a considerá-la na prática e que ela possa se

fisioterapia

O Ciência Sem Limites desta segunda-feira, 30/11, conversou com o pesquisador e professor Robison Quitério, do Departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Câmpus de Marília da Unesp. Ele fala sobre projeto da Unesp em Marília que atende pacientes com problemas de coração e metabolismo gratuitamente. Enfatiza que não são apenas os músculos e tendões que precisam de fisioterapia e relata sobre a fisioterapia cardiovascular e metabólica.

Robison e sua equipe ajudam pacientes com tendências a doenças e problemas no coração e do metabolismo, como diabetes e hipertensão, a se exercitarem corretamente, diminuindo a chance de desenvolverem as doenças ou auxiliando na recuperação delas.

O programa desta semana pode ser visto em:
https://www.youtube.com/watch?v=GXvFv63QOpU

O Ciência

salto alto

Fisioterapeuta explica que é necessário tomar cuidado quando se usa salto alto com muita frequência.

Muitas mulheres são apaixonadas por sapatos de salto alto, e isto não é novidade para ninguém. Algumas gostam de usa-los em ocasiões especiais, como um jantar diferente ou festas nos finais de semana, porém, uma boa parte do público feminino gosta de usar e abusar desse tipo de calçado durante a semana, e é aí que se encontra o problema.

Apesar de agregar elegância para os looks, o salto, se utilizado com muita frequência, acaba por prejudicar a saúde postural de sua usuária. Segundo Carla Tissiane de Souza Silva, fisioterapeuta que atua em São José dos Pinhais, região metropolitana

Técnicas especificas são aplicadas no pescoço de pessoas que sofrem da doença

Tratamento contra enxaqueca ganha importante aliado. Para amenizar a dor crônica que acompanha significativa parcela da população em todo o mundo, estudos da USP de Ribeirão Preto comprovaram a eficácia da fisioterapia associada ao tratamento convencional com medicação. A pesquisa foi realizada por pesquisadores de diferentes áreas da saúde ligados à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP e trata-se do primeiro ensaio clínico, conduzido por grupo brasileiro, que mostra a atuação fisioterápica sobre enxaqueca.

O objetivo foi conhecer a ação de técnicas especificas aplicadas no pescoço de pessoas que sofrem da doença, já que essa abordagem ainda é pouco conhecida nacionalmente. Conta a fisioterapeuta Lidiane Lima Florencio, integrante da equipe da

postura correta no dia a dia

Profissional explica quais posições adequadas que devem ser seguidas no dia a dia para manter uma boa saúde postural.

Com a correria do dia a dia, por diversas vezes, as pessoas ignoram os efeitos que determinadas ações podem ter futuramente, comprometendo sua saúde. Uma das atitudes mais comuns - e mais errôneas - que as pessoas têm é relativo à posição com que exercem suas atividades diárias, colocando em risco sua saúde postural.

Segundo a fisioterapeuta Carla Tissiane de Souza Silva, atuante em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, é necessário trabalhar para sempre buscar uma postura correta, que deve ser funcional e esteticamente aceitável. "O ideal é procurar ter um equilíbrio entre os