Realizado em parceria com a Ciesp e Anpei, o encontro reuniu 184 participantes

Representantes de empresas e instituições de pesquisa com atuação no estado de São Paulo participaram, na manhã da quarta-feira (01/07), da terceira edição em 2015 do Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa.

Realizado pela FAPESP em parceria com o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), o encontro reuniu 184 participantes.

O objetivo foi orientar microempresas e empresas de pequeno porte interessadas em obter apoio do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), que no atual ciclo de avaliação de projetos recebe propostas até 3 de agosto.

“Esse encontro, realizado periodicamente, busca facilitar o acesso ao PIPE, esclarecendo dúvidas e oferecendo orientações para garantir agilidade no processo e aumentar as chances de sucesso das propostas. Elas podem estar relacionadas a qualquer área do conhecimento, contemplando o desenvolvimento de produtos, processos ou serviços com viabilidade tecnológica que contribuam para o desenvolvimento da empresa e a tornem mais competitiva”, explicou Lucio Angnes, membro da Coordenação Adjunta de Pesquisa para Inovação da FAPESP.

Angnes destacou que, a cada ano, pesquisadores brasileiros publicam mais de 30 mil artigos científicos. Essa produção, no entanto, não se coaduna com o número de patentes nacionais registradas no United States Patent and Trademark Office (USPTO). Em 2012, por exemplo, foram 196.

“O estado de São Paulo exerce papel de liderança nesse cenário de intensa produção científica nacional, respondendo por cerca de 50% de toda a ciência feita no Brasil. Mas ainda há uma importante distância entre essa atividade de pesquisa e a inovação, e o PIPE busca ajudar a reverter todo esse conhecimento gerado também para o setor produtivo do estado”, afirmou.

Para Romeu Grandinetti Filho, gerente de Tecnologia e Inovação do Ciesp, o PIPE também pode contribuir com o amadurecimento dos processos das empresas e das instituições de pesquisa paulistas.

“O Ciesp considera o PIPE uma ferramenta de efetivo resultado na relação universidade e empresa, entre a área do conhecimento e a empresarial, que precisam desse diálogo para evoluir. Este encontro de hoje não é só um evento, mas uma etapa do programa, que conta com algo de extrema importância para as empresas que é o planejamento”, disse.

Recursos

A cada ano são realizados quatro ciclos de avaliação de propostas. Neste terceiro ciclo de avaliação de propostas são disponibilizados pelo PIPE R$ 15 milhões em recursos para financiar os projetos aprovados, divididos em duas etapas.

Na Fase 1, quando é preciso demonstrar a viabilidade técnico-científica da pesquisa proposta, os recursos aos projetos aprovados chegam a R$ 200 mil, para uso em até 9 meses. Na Fase 2, o projeto pode receber até R$ 1 milhão para desenvolver o produto ou processo inovador, com prazo de até 24 meses.

Para obter o apoio, a pesquisa deve ser executada em microempresas e empresas de pequeno porte, com até 250 empregados, sediadas no estado de São Paulo. Os projetos selecionados deverão ser desenvolvidos por pesquisadores que tenham vínculo empregatício com essas empresas ou a elas estejam associados para a sua realização.

Mesmo empresas ainda não constituídas formalmente podem submeter propostas, na condição de “empresa a constituir”, e o pesquisador proponente não precisa apresentar títulos formais, seja de graduação ou pós-graduação, devendo contudo demonstrar conhecimento e competência técnica no tema do projeto.

O resultado dos projetos aprovados no atual ciclo será divulgado em 6 de novembro. Em setembro será realizado um novo Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa para a última chamada do ano, que será encerrada em novembro.

Além de Lucio Angnes e Romeu Grandinetti Filho, participaram da programação desta edição do evento Fabio Kon, Paulo Arruda e Ronald Martin Dauscha, membros da Coordenação Adjunta de Pesquisa para Inovação da FAPESP. Dauscha, que também é membro da Anpei, representou na ocasião Naldo Dantas, secretário executivo da entidade.

A chamada de propostas vigente pode ser acessada em www.fapesp.br/9487.

Os projetos podem ser inscritos em qualquer uma das fases do programa, exclusivamente pelo Sistema de Apoio a Gestão (SAGe), em www.fapesp.br/sage.

Diego Freire
Agência FAPESP

Pin It