Luiz Eugênio Araújo de Morais Mello

Em decreto publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo de 06 de dezembro de 2019, o governador João Doria nomeou Luiz Eugênio Araújo de Morais Mello para exercer o cargo de diretor científico da FAPESP a partir de abril de 2020.

A nomeação foi feita a partir de lista tríplice de candidatos elaborada pelo Conselho Superior da FAPESP, encabeçada por Luiz Eugênio Mello e da qual constavam também os nomes de Carlos Gilberto Carlotti e Osvaldo Novais de Oliveira Junior.

O novo diretor científico substituirá Carlos Henrique de Brito Cruz, que está no cargo desde 2005.

Luiz Eugênio Mello é médico e doutor em Biologia Molecular pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Fez pós-doutorado em Neurofisiologia na University of California, Los Angeles. Livre-docente (1994) e professor titular de Fisiologia (1998), foi coordenador adjunto da diretoria científica da FAPESP de 2003 a 2006.

Pesquisador nível 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), é membro titular da Academia de Ciências do Estado de São Paulo e da Academia Brasileira de Ciências. É conselheiro da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), conselheiro da Tibet House Brasil, editor setorial do Brazilian Journal of Medical and Biological Research e vice-presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei).

Foi pró-reitor de Graduação da Unifesp de 2005 a 2008 e presidente da Federação das Sociedades de Biologia Experimental. Foi diretor de Tecnologia e Inovação da Vale (Vale S.A.) e responsável pela implantação do Instituto Tecnológico Vale. Atualmente, é membro do Conselho Deliberativo do CNPq, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino e diretor da Agência de Inovação Tecnológica e Social da Unifesp.

Agência FAPESP

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

Pin It