Corpo, cor e alteridade

O presente texto é parte da tese de Ricardo Coelho intitulada “Entre o corpo da obra e o corpo do observador”, trabalho realizado no Instituto de Artes da Unesp de São Paulo entre 2011 e 2015. Essa menção é necessária porque em alguns momentos faço referências a capítulos ou passagens anteriores da tese.

O texto permanece independente, mas se houver interesse por parte do leitor em conferir essas menções, a bibliografia de referência, bem como o conteúdo integral, basta acessar o seguinte endereço:

http://www.ia.unesp.br/Home/Pos-graduacao/Stricto-Artes/tese—ricardo-coelho.pdf

De maneira sucinta pode-se dizer que o leitor irá se deparar com análises de aspectos relativos a um grupo de representações, as quais resultam do olhar que se lança sobre o Outro, em particular sobre o corpo do Homem Negro: Como é elaborada essa imagem ao longo do tempo? Em que medida nossa origem colonial baseada na mão de obra escrava interferiu e interfere nos modos desse olhar e quais as consequências que se desprendem disso no presente? Como o artista contemporâneo, em especial, o artista Negro e brasileiro atua nesse cenário construindo a imagem de si mesmo? Por fim, algumas reflexões em torno do conceito de alteridade a partir de uma experiência na cidade catalã de Barcelona, encerrando nossas especulações com a leitura de imagens que expõem nossos limites culturais no reconhecimento das diferenças.

O autor agradece ao “Geledés – Instituto da Mulher Negra” a abertura de espaço para parte de suas reflexões, às quais, muito provavelmente, ficariam restritas ao âmbito acadêmico. Estou ciente de minhas imensas limitações, porém, espero ter apontado alguns aspectos da mais perversa violência, ou seja, aquela que se naturaliza em meio aos nossos hábitos cotidianos.

Leia a matéria completa em: Corpo, cor e alteridade - Geledés
http://www.geledes.org.br/corpo-cor-e-alteridade/#ixzz40QSl2RbS
@geledes no Twitter
geledes on Facebook

Mais informações:
http://www.geledes.org.br/corpo-cor-e-alteridade/

Portal Unesp

Pin It