Artigos

Alvair Silveira Torres Junior

Muito tem sido escrito e falado sobre a reforma da Previdência como solução de todos os males que assolam a economia brasileira. O projeto enviado também parece se revestir com a aura de única via, quando, à luz dos modelos de processo decisório, a boa prática na solução de problemas recomenda examinar mais de uma alternativa nos casos estratégicos e de grande impacto. Se imaginarmos a sociedade e seus representantes no Congresso Nacional como instância de decisão no sistema de governança do País, assim como o Conselho de Administração de uma empresa, algumas alternativas de reforma deveriam ser apresentadas e discutidas antes de uma proposta específica.

A cultura participativa, entretanto, ainda está em fase embrionária

Jean Pierre Chauvin

De tempos em tempos, nós, que pesquisamos e discorremos sobre objetos relacionados à cor, ao som e à forma, precisamos vir a público para desdizer medidas estreitas e reafirmar o papel das humanidades, ou ciências humanas, ou soft sciences, perante um mundo cada vez menos favorável à diversidade e cada vez mais standard, como supuseram Herbert Marcuse e Edgar Morin[1], entre as décadas de 1960 e 1970. Decorre daí a ironia máxima: os terráqueos ocupam hemisférios metrificados, mas sem maior espaço para a poesia, o exercício da sensibilidade e a reflexão. Na hipervalorizada Era da Comunicação, cabe um pouco de quase tudo; porém anda bem menor a preocupação com a linguagem.

Isso talvez aconteça porque

Água na agricultura

Dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) indicam que, para atender ao crescimento populacional e às novas demandas por alimentos, a produção mundial de cereais terá que aumentar cerca de um bilhão de toneladas até o ano 2030. Esse aumento previsto dependerá prioritariamente da disponibilidade hídrica para suprir as demandas de irrigação, que será responsável por atender cerca de 80% dessa produção adicional que ocorrerá entre 2001 e 2025.

Segundo Postel (2000), no mundo, a agricultura irrigada é responsável por cerca de 40% de toda produção, viabilizando produzir fisicamente, em uma mesma área, até quatro vezes mais que a agricultura de sequeiro. Para evidenciar a importância da agricultura irrigada

Jurandir Renovato

No subúrbio nunca existiu livraria. Ainda não existe. À medida que nos afastávamos do centro e/ou dos bairros contíguos a ele, as livrarias, que já não eram muitas, iam dando lugar às papelarias, onde se podia encontrar de tudo, de material escolar a utensílios de escritório, de cartões-postais (isso ainda existe?) a livros, principalmente didáticos. Hoje em dia, mesmo as papelarias mudaram sua feição, engolidas pelas grandes redes de lojas e supermercados.

Continuando essa espécie de percurso centrífugo na geografia da cidade, em direção àquela área do subúrbio mais longínqua, a que se denomina “periferia”, para não dizer “lá onde Judas perdeu as botas”, as papelarias também iam se obliterando, pelo menos aquelas nas quais

Pesquisador Renato Rodrigues

Emissões de gases de efeito estufa provenientes de ações humanas têm aumentado desde o início da Era Industrial e chegamos a um ponto em que é possível constatar o maior volume de concentrações de dióxido de carbono, óxido nitroso e metano dos últimos 800 mil anos na atmosfera. Esse impacto contribui decisivamente para a mudança do clima.

Em período um pouco mais recente, nos últimos 50 anos, a demanda global por alimentos aproximadamente triplicou. O rápido crescimento se deveu ao aumento da população mundial — que dobrou no período —, ao aumento do consumo per capita e à elevação do padrão de vida da população.

A agricultura alimenta mais de 7 bilhões de pessoas no

indígenas

"As estratégias de luta pela saúde dos povos indígenas brasileiros são influenciadas pelas suas disputas socioambientais e são parte das mobilizações desses povos pelo reconhecimento integral de direitos." Os indígenas, que representam 0,43% da população brasileira, aumentaram em 177% em 20 anos, conforme Censo de 2010. É o que trata o artigo A luta dos povos indígenas por saúde em contextos de conflitos ambientais no Brasil (1999-2014), dos pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), Diogo Ferreira da Rocha, Marcelo Firpo de Souza Porto e Tania Pacheco, publicado na revista Ciência & Saúde Coletiva, de fevereiro de 2019.

Os casos analisados no artigo apontam para conquistas do movimento indígena brasileiro no campo das lutas

Otaviano Augusto Helene

Embora a ideia de um fundo patrimonial destinado a uma instituição pública de ensino superior, ou a algumas de suas unidades, tenha surgido várias vezes ao longo do tempo, tal proposta vem ganhando corpo mais recentemente, tanto em declarações verbais, como em reportagens, artigos assinados em jornais, etc. Entretanto, todas as análises são muito superficiais e, assim, cada pessoa acaba por fazer a imagem que quer sobre tal tipo de fundo, sem ter ideia sobre suas características, suas origens, como funcionam nos diversos países, onde existem e onde não existem, suas possibilidades, os valores envolvidos etc.

O que são tais fundos e onde eles existem?

Fundos patrimoniais são recursos, principalmente monetários, que estão à disposição

Capa da revista PCCP

A revista Physical Chemistry Chemical Physics (PCCP), da Royal Society of Chemistry, escolheu um artigo feito por pesquisadores do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) como “hot paper” de 2018.

O motivo foi a contribuição do trabalho para o controle das propriedades dos materiais multiferroicos. Com sede na Universidade Federal de São Carlos, o CDMF é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

Resultado de um projeto de colaboração internacional entre pesquisadores do CDMF, liderados pelo professor Elson Longo, e o Grupo de Química Teórica e Computacional da Universidade Jaume I (Espanha), coordenado pelo professor Juan Manuel Andrés Bort, o artigo apresenta avanços significativos no controle das

Carlos Gadelha

A saúde é parte indissociável do desenvolvimento nacional. Além de constituir um direito essencial de cidadania, constitui uma fonte de geração de valor e de riqueza social e econômica. A saúde emprega diretamente 6,6 milhões de pessoas (IBGE), podendo mobilizar mais de 15 milhões de trabalhadores, pelos efeitos diretos e indiretos que possui no sistema produtivo. Não há nenhuma outra área comparável com esse potencial para tirar brasileiras e brasileiros da dramática situação de desemprego, subemprego ou de desalento com o seu futuro.

A saúde representa 9% do PIB, considerando as atividades industriais e de serviços que se articulam no Complexo Econômico-Industrial da Saúde. Mais de 30% da pesquisa nacional concentra-se na área da saúde,

Guilherme Noschese

"Se fulano se eleger, eu me mudo para outro país!”. Quantas vezes você ouviu essa frase nos últimos meses? Ou, diante da crise econômica brasileira e do desemprego crescente, quantas pessoas você conhece que pretendem deixar o Brasil para tentar uma vida nova, principalmente nos Estados Unidos e em Portugal?

Primeiro destino dos brasileiros, os Estados Unidos é um país de economia forte, com leis trabalhistas compatíveis com a realidade econômica, que privilegia o empreendedorismo, tem sistema tributário facilitado e a abertura de empresas é simples e desburocratizada. A infraestrutura do país dispensa comentários, porque é sabido que “lá funciona”. Justamente por isso, ter um visto de residência requer um processo mais elaborado, na medida

José Arana Varela

Pesquisadores do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) da FAPESP, acabam de publicar um artigo dedicado ao professor José Arana Varela, falecido em maio de 2016.

Professor titular do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Araraquara, Varela foi o primeiro docente da Unesp a assumir o cargo de diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da FAPESP, onde permaneceu de 2012 a 2016. Foi também membro do Conselho Superior da Fundação de 2004 a 2010 e vice-presidente de 2007 a 2010.

O artigo, intitulado In situ Formation of Metal Nanoparticles through Electron Beam Irradiation: Modeling Real Materials from First-Principles Calculations e publicado no Journal of