curso específico para sírios e refugiados

A Unesp em São José do Rio Preto iniciará uma turma especifica de língua portuguesa para os sírios e outros refugiados que estão chegando à cidade. São cerca de 23 pessoas. Um grupo de 38 professores e alunos do curso de Letras atuará como voluntário para ministrar as aulas do curso. A coordenação da ação é da responsável pelo curso de extensão universitária 'Português Língua Estrangeira", Marta Marta Lúcia Cabrera Kfouri-Kaneoya, professora do Departamento de Educação da Unesp em São José do Rio Preto.

Além dessa ação, a cidade vem tomando outras iniciativas. A igreja Imaculado Coração de Maria, na Santa Cruz, virou um verdadeiro galpão de solidariedade. Na semana passada, as doações encheram uma cozinha, mas triplicaram em cinco dias e foi preciso ocupar a área social da igreja e outro cômodo externo para armazenar tudo.

“Estou maravilhado com o povo rio-pretense. As doações estão superando nossas expectativas. Ainda não contabilizamos tudo, mas vamos conseguir ajudar não só a família síria que adotamos, como também outras famílias e refugiados de outros países que aqui estão”, afirmou o padre Oscar Donizete Clemente, pároco da Santa Cruz.

Padaria
Os sírios também ganharam duas máquinas para fazer a massa do pão, um forno elétrico, dois freezeres, um microondas e uma máquina para cortar frios. Esse maquinário será usado para que eles possam fazer os pães e vender na paróquia. “Nossa intenção é montar uma padaria. Assim eles não precisarão mais de doações e poderão prover o próprio sustento”, disse o padre.

Assessoria de Comunicação e Imprensa, com informações de Victor Augusto/Diário da Região/São José do Rio Preto

Pin It