cardiomiopatia chagásica

O Projeto Temático “Investigações sobre etiopatogenia, fisiopatologia e terapêutica em humanos e em modelo experimental com a cardiomiopatia da doença de Chagas” oferece uma Bolsa de Pós-doutorado da FAPESP. O prazo de inscrição termina em 15 de setembro de 2019.

As atividades do projeto são realizadas no Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), sob supervisão do professor Marcus Vinicius Simões.

O bolsista conduzirá os subprojetos “Cardiomiopatia chagásica crônica em modelo experimental animal: estudo prospectivo das alterações anatômicas e funcionais ventriculares e do efeito de intervenções terapêuticas” e “Estudo do efeito de inibidor da fosfodiesterase-5 sobre as alterações perfusionais miocárdicas e a evolução da disfunção miocárdica em modelo de cardiomiopatia chagásica crônica em hamsters sírios”. O objetivo é desenvolver investigação translacional na cardiomiopatia chagásica crônica.

O candidato deve ter título de doutor em Ciências, além de conhecimentos sobre cardiologia (em especial sobre a doença de Chagas) e experiência prévia em aquisição, processamento e análise de imagens pré-clínicas de ecocardiografia, de tomografia computadorizada por emissão de fóton único e tomografia por emissão de pósitrons e de eletrocardiograma de roedores.

Também é necessário experiência em técnicas básicas direcionadas à análise da função cardiovascular e com animais de laboratório.

Os interessados devem enviar o currículo Lattes, juntamente com três nomes ou cartas de referência, para o e-mail do professor Marcus Vinicius Simões (This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.).

Mais informações sobre a vaga em: www.fapesp.br/oportunidades/3072.

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, poderá ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.

Agência FAPESP

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

Pin It