polinização

Uma Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP está disponível para o Projeto Temático “Salvaguardando serviços de polinização em um mundo em mudança: teoria na prática (SURPASS2)”, conduzido no Departamento de Engenharia e Sistemas Digitais da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Inscrições serão recebidas até 20 de outubro de 2019.

O bolsista vai participar da criação de uma plataforma de “Ciência Cidadã” – que visa viabilizar a participação voluntária de várias pessoas na obtenção de dados, análise e compartilhamento de informações – a fim de gerar dados em larga escala para estudos sobre a ecologia de polinizadores, principalmente abelhas. Além de garantir a divulgação da ferramenta para um público amplo e gerenciar o

autonomia universitária

A revista Pesquisa FAPESP lançou um suplemento especial que reúne cinco reportagens sobre os 30 anos da autonomia financeira das universidades estaduais paulistas.

A série teve início em junho, trazendo um panorama histórico do tema e lembrando que o alicerce da autonomia de gestão financeira das universidades estaduais paulistas foi estabelecido em 2 de fevereiro de 1989, com a publicação do Decreto Estadual nº 29.598. Deve-se a esse dispositivo legal o modelo vigente que sustenta e desde então fortalece as universidades de São Paulo (USP), Estadual de Campinas (Unicamp) e Estadual paulista (Unesp). Com liberdade de gestão e previsibilidade dos recursos, as três instituições se consolidaram entre as mais relevantes universidades de pesquisa do país

Ciência dos Materiais

O Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Materiais (PPGCM-So) oferecido pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em Sorocaba recebe inscrições para o processo seletivo até 18 de outubro de 2019.

São oferecidas até 15 vagas para o curso de mestrado e até 10 para o doutorado em Ciência dos Materiais, com ingresso em março de 2020.

O programa possui duas áreas de concentração, com um total de seis linhas de pesquisa relacionadas. Na área “Materiais Funcionais e Polímeros de Fontes Renováveis” as linhas de pesquisa são “Blendas e Compósitos”, “Materiais Lignocelulósicos” e “Síntese e Caracterização de Materiais Poliméricos e Polímeros Biodegradáveis”. A área de concentração “Nanociência e Nanotecnologia de Materiais” tem as linhas de

Ambiente e Sociedade

O Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Sociedade (PPGAS) do Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (Nepam) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) tem 15 vagas disponíveis para o curso de doutorado, com início no primeiro semestre de 2020. As inscrições podem ser feitas até 18 de outubro de 2019.

As vagas serão preenchidas pela ordem de classificação dos aprovados e dependerão da qualidade dos projetos apresentados e da disponibilidade para orientação por parte do corpo docente. Há reserva de vagas para negros (pretos e pardos) autodeclarados.

O PPGAS está vinculado ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Criado em 2004, é um programa interdisciplinar composto por 20 docentes que desenvolvem pesquisas em

engenharia mecânica

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica (PPGEM) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da Universidade de São Paulo (USP) está com inscrições abertas até 18 de outubro de 2019 para os cursos de mestrado e doutorado, com início no primeiro semestre de 2020.

São oferecidas 40 vagas para mestrado e 30 para doutorado. Os interessados podem escolher entre as seguintes áreas de concentração: Aeronáutica; Dinâmica e Mecatrônica; Projeto, Materiais e Manufatura; e Termociências e Mecânica dos Fluidos.

O processo seletivo inclui análise curricular e uma avaliação de desempenho por meio de exame escrito, no dia 1º de dezembro, sobre conhecimentos pertinentes a disciplinas comuns aos cursos de engenharia mecânica e correlatos. A

Física

O Projeto Temático “Dispositivos fotônicos integrados” oferece seis Bolsas de Pós-Doutorado da FAPESP. Os candidatos devem ser doutores com formação em Física ou Engenharia. As inscrições podem ser feitas até 20 de outubro de 2019.

A pesquisa envolve 11 cientistas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), sob a coordenação do professor Newton Cesario Frateschi, da Unicamp. O grupo busca investigar as fronteiras da fotônica integrada, visando explorar fenômenos lineares e não lineares em cavidades e guias de ondas fotônicas na escala nanométrica e desenvolver novos materiais que possam revolucionar as funcionalidades desses dispositivos.

Os bolsistas vão atuar nas áreas de fotônica integrada, materiais 2D e

 queimadas na Amazônia

Uma Bolsa de Treinamento Técnico nível três (TT-3) da FAPESP está disponível para o projeto “Política pública agroambiental e queimadas agropecuárias na Amazônia: uma análise econômica”, conduzido no Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal do ABC (UFABC). O prazo de inscrição vai até 20 de outubro de 2019.

A pesquisa visa contribuir para ampliar a eficiência e a equidade com que os instrumentos de política vigentes afetam as emissões das queimadas. Para tanto, múltiplos aprimoramentos potenciais de política pública serão avaliados.

O bolsista será capacitado para elaborar, implementar e analisar os resultados de experimentos de escolha discreta. Ele também vai gerir a aplicação de questionários em Rio Branco e

organismos marinhos

O Projeto Temático “Quimiexcitação eletrônica em sistemas biológicos: bioluminescência e 'foto'química no escuro”, conduzido no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (IQ-USP), oferece uma Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP. O prazo de inscrição se encerra em 19 de outubro de 2019.

O objetivo é investigar propriedades (bio)químicas, alvos e respostas biológicas de peróxidos, radicais livres e espécies excitadas eletronicamente. Focos de interesse incluem a produção química ou enzimática, a reatividade de metabólitos excitados ao estado triplete na ausência de luz e a bioluminescência de insetos, fungos e organismos marinhos.

O candidato deve ter fluência em inglês e doutorado em Química, Farmácia ou Biologia. Os interessados podem se inscrever pelo e-mail do coordenador

populações neuronais

O Projeto Temático “Epilepsias farmacorresistentes: desafios diagnósticos, estudo das comorbidades associadas e novas abordagens experimentais” dispõe de uma oportunidade de pós-doutorado com bolsa da FAPESP. O prazo de inscrição termina no dia 20 de outubro de 2019.

A pesquisa é desenvolvida pelo Laboratório de Investigação em Epilepsia, um grupo de pesquisa transdisciplinar do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto.

O grupo trabalha com pesquisa translacional em neuroimagem, neuropatologia e eletrofisiologia em modelos experimentais e pacientes para a investigação de relações entre comorbidades psiquiátricas e epilepsia. O projeto busca entender como fatores psicossociais podem afetar dinâmicas de populações neuronais que contribuem para sintomas depressivos observados

neutrófilos

strong> – Duas Bolsas de Pós-Doutorado da FAPESP são oferecidas no âmbito do projeto “Processos redox na inflamação e o seu papel sobre doenças inflamatórias”, conduzido no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP). As inscrições devem ser feitas até 20 de outubro de 2019.

Um dos bolsistas participará de pesquisa sobre a correlação entre os níveis e a oxidação de ácido úrico e a progressão da sepse. Serão realizadas análises de amostras plasmáticas por espectrometria de massas e análises estatísticas para investigar se há correlação com os demais dados clínicos.

O outro pós-doutorando investigará como as alterações redox na superfície celular afetam a morfologia e função das células endoteliais. O grupo

programação

Três Bolsas de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis para o Projeto Temático “Métodos computacionais de otimização”, desenvolvido no Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). As inscrições podem ser feitas até 18 de outubro de 2019.

O grupo do projeto tem realizado contribuições nas áreas que envolvem métodos de decomposição, quase-Newton, de Lagrangiano, Aumentado, programação quadrática sequencial, restauração inexata, problemas de porte enorme, condições sequenciais de otimalidade, minimização sem derivadas, complexidade algorítmica, reconstrução de imagens e aprendizagem de máquina, entre outras.

Os bolsistas trabalharão com temas relacionados a problemas de cobertura e empacotamento, condições sequenciais de otimalidade e métodos para equilíbrio de Nash.

Os candidatos devem ter concluído