Turning Point

A peça faz parte do projeto O palhaço e suas transformações com espetáculos, oficina e palestra sobre a arte do palhaço

Dois palhaços que se encontraram em 2007, no Brasil. Ele, Rafael Marques. Ela, Marisa Riso. Dois artistas brasileiros que tiveram a ideia de criar juntos e se divertir. Esse duo partiu das ruas e praças de Belo Horizonte com seus números e espetáculos para realizar sua viagem artística e cultural à Europa.

O grupo teve a oportunidade de ser acolhido em diversas residências artísticas na Europa (França, Bélgica e Italia), estabelecendo assim pontes com artistas, associações culturais e ganhando diversos parceiros. Após cinco anos de pesquisas práticas e teóricas em universidades, diferentes espaços culturais e circos na Europa, a Companhia da Bobagem retorna ao Brasil estreando o espetáculo Turning Point (2015), além de apresentar a peça A2 (2014), ministrar oficinas e palestras. As atividades são gratuitas e serão realizadas na Escola de Belas Artes da UFMG e na Funarte MG.

A Cia da Bobagem propõem uma pedagogia voltada para a descoberta e aprofundamento do jogo do palhaço. Ao desenvolver o projeto O palhaço e suas transformações: uma viagem entre Brasil e Europa, a dupla propõe o desenvolvimento da comicidade por meio do diálogo entre técnicas, tradicionais e contemporâneas, possibilitando a introdução e o desenvolvimento da arte clownesca.

Turning Point (2015)

Um escritório como você nunca viu! Um lugar onde o chefe e sua secretária cometem suas maiores loucuras. O espetáculo Turning Point foi criado por meio de residências artísticas em diversos espaços: na Escola de Circo Zepetra, nas Maisons Pour Tous Melina Mercurie Joseph Ricôme e no Théâtre La Vista em Castelnau-le-lez e Montpellier, durante um ano, na França. O mesmo estreou no início de 2015 no Teatro Gerard Philipe, em Montpellier, na França.

Tal criação não se apoia em um texto dramático, pois trata-se de um processo baseado no jogo clownesco e na comicidade física. O projeto busca refletir sobre a desvalorização das relações humanas na sociedade por meio da exploração do ambiente de trabalho e suas situações ligadas ao poder e à empresa. Assim, a desumanização e a dificuldade de comunicação são colocadas em evidência, apesar das evoluções tecnológicas. Tudo isso é potencializado pelo olhar clownesco cuja interação com o público contribui para atingir o ponto de transformação, o que é chamado de “turning point“.

Sinopse

Um escritório, mas não é qualquer um. Esse é habitado por dois seres estranhos que passam o tempo vivendo situações absurdas sem conseguir concluir seu trabalho. Trata-se do patrão e de sua secretaria.Eles, que estão acostumados com as relações internas da empresa, ignoram o paradoxo em que estão aprisionados. Aos poucos, tentam sair dessa situação sem nunca conseguirem. Esse fracasso provoca uma transformação nesses dois personagens levando-os à loucura, à transgressão, à desumanização, ao ridículo, ao nonsense, à crueldade e, logicamente, ao absurdo. Depois de toda essa exacerbação, um impasse se instaura:Será que o patrão e a secretária conseguirão sair dessa?

Vídeo: http://bit.ly/1L9w3W4

Ficha técnica:
Concepção e criação: Marisa Riso e Rafael Marques (Cia da Bobagem)
Colaboração: Marie Frignani (CollectiHiHiHif)
Cenário: Guillaume Panis
Figurino: Suan Czepczynski
Parceiros: CROUS Montpellier, FSDIE Universidade Paul Valèry Montpellier, Zepetra École de Cirque, Maisons Pour Tous Melina Mercuri, Rosa Lee Parks, Joseph Ricôme, Teatro La Vista e CollectiHiHiHif.
Classificação: 8 anos
Duração: 50 minutos

A2 (2014)
Contemplado pelo Prêmio Funarte Caixa Carequinha de Estímulo ao Circo 2013

O espetáculo A2, nasceu da vontade de difundir a arte do palhaço e a cultura brasileira, de colocar em prática jogos e improvisações cômicas e de criar de maneira original, misturando técnicas tradicionais e contemporâneas.

Neste projeto, o encontro entre dois palhaços em torno da temática do amor e suas múltiplas possibilidades torna-se a base da criação artística. Ele, Zuleico. Ela, Florisa. O palhaço, cômico em sua essência, popular em sua performance, ganha vida sob o olhar dos espectadores que o consideram e o vêem como uma pessoa, um ser humano que viaja e prova todas as emoções. E, dessa forma, poder realizar uma arte rica de possibilidades e um espetáculo que convida o público a viajar e descobrir o universo clownesco.

Sinopse:

A2 é o encontro entre dois palhaços a partir datemática do amor e todas as suas possibilidades. Ele, Zuleico. Ela, Florisa. Curiosos, eles vão ampliar o ponto de vista dos encontros amorosos que, por vezes, se tornam loucos, inocentes e imprevisíveis. Eles se apresentam como figuras cômicas que interagem com o público, mostrando suas excentricidades e habilidades através do jogo em dupla, da improvisação, do momento presente, do ridículo, da música e de elementos espetaculares.

Vídeo: http://bit.ly/1O4lYJZ

Ficha técnica:
Palhaços: Marisa Riso e Rafael Marques
Concepção/Criação: Marisa Riso e Rafael Marques com o olhar de Françoise Danno/FR e colaboração deValério Apice/IT
Cenário: ESL Montpellier e Marco (Friche de Mimi)
Figurino/ Maquiagem: Cia da Bobagem
Classificação: Livre
Duração: 45 minutos

Oficina: O Palhaço e seus múltiplos
Contemplado pelo Prêmio Funarte Caixa Carequinha de Estímulo ao Circo 2013

A arte do palhaço é uma expressão artística tão antiga quanto a humanidade, estando presente em diversas civilizações e culturas. Em sua essência, a comicidade é acessada por meio de situações, jogos clownescos e pela ampliação das características individuais, temáticas que serão abordadas durante a oficina.

Os participantes serão convidados a explorar e desenvolver as capacidades de expressão, por meio da arte do palhaço, do teatro, da improvisação e da música; acessar o riso e o ridículo; explorar o olhar e a triangulação entre os jogadores e a plateia; transmitir e experimentar a relação da dupla clássica de palhaços, o branco e augusto; além de utilizar a menor máscara, o nariz vermelho.

Palestra: Residência e formação artísticas na Europa
Contemplado pelo Prêmio Funarte Caixa Carequinha de Estímulo ao Circo 2013

Após cinco anos de pesquisas práticas e teóricas em universidades, teatros, festivais, espaços culturais e circos na Europa, os artistas-pesquisadores Marisa Riso e Rafael Marques propõem um encontro para relatar e trocar suas experiências vividas desde 2010.

A proposta é divulgar suas formações tanto como participantes e como professores, pois ambos seguiram cursos em escolas de circo, teatro e palhaço tais como: CNAC (Centre National des Arts du Cirque) / França; Académie Internationale des Arts du Spectacle (AIDAS) / França; Odin Teatret e Théâtre du Soleil / França; Académie Fratellini / França; Familie Flöz / Alemanha; Sue Morrison / Bélgica e Canada. Como professores, realizaram 20 oficinas de iniciação e construção de números clownescos em Bruxelas, com o apoio de associações culturais belgas La Barricade e Brocoli Théâtre, entre 2011 e 2015. Essas experiências contribuiram para o aprofundamento artístico e a confrontação com as práticas já desenvolvidas dentro da Cia da Bobagem.

Cia Da Bobagem

Fundada em 2007, a Cia da Bobagem é uma entidade de estudo, formação, montagem, produção e apresentação de peças e números teatrais e clownescos. O seu objetivo é o desenvolvimento de pesquisas voltadas para o crescimento artístico e humano, bem como a experimentação de diversas linguagens que se inter-relacionam como a arte do palhaço, o teatro e a música. Em 2010, o grupo começou seus estudos de Mestrado e de Doutorado (Bélgica e França) assim como residências artísticas na Europa (França, Bélgica e Itália) com o objetivo de produzir, criar, realizar e apresentar suas oficinas e seus espetáculos pluridisciplinares, bem como valorizar a cultura brasileira.

O grupo participou de várias oficinas e cursos de palhaço, de commedia dell’arte, de teatro e de máscara no Brasil e na Europa. Os artistas tiveram contato com diversas técnicas de jogo com grandes figuras do teatro e da palhaçaria, tais como: Tortell Poltrona (Espanha), Jango Edwards (EUA), Sue Morrison (Canadá), Tage Larsen (Odin Teatret/Dinamarca), Beatrice Picon-Vallin e Philippe Goudard (França), Ricardo Puccetti (Brasil), Esio Magalhães (Brasil), Zé Regino (Brasil), Carlo Boso (Itália), Ludor Citrik (França), Michael Floz e Hajo Schüler (Familie Flöz/ Alemanha).

Marisa Riso

Palhaça, atriz e professora, doutoranda na Universidade Paul-Valéry Montpellier/ França em teatro. Concluiu o mestrado na Université Paris 8 e Université Libre de Bruxelas em Spectacle Vivant com a bolsa de estudos européia Erasmus Mundus/2010-2012. Graduação em Letras e Formação Complementar em Artes Cênicas / 2008, pela UFMG. Além de formação técnica em atriz pela Fundação Clóvis Salgado/ Palácio das Artes, 2004 e participação no Oficinão do Galpão 2005. Formação permanente em clown pelo Centro Nacional de Artes do Circo (CNAC) em Châlons en Champagne /França. Realizou um estágio na Academie Fratellini/ França. Participação no curso internacional de Commedia dell’arte com Carlo Boso pela Académie Internationale des Arts du Spectacle (AIDAS) em Versailles/ França.

Rafael Marques

Palhaço, ator, produtor cultural e professor, doutorando e bolsista da CAPES em teatro pela Universidade Paul-Valéry Montpellie / França. Concluiu o mestrado em teatro pela Universidade Charles de Gaulle Lille 3 – Lille / França, em 2011. Formado em Direito pela PUC/MG e em Licenciatura em Artes Cênicas pela UFMG/BH. Professor de Artes da Prefeitura de Contagem/MG, de 2007 a 2010. Formação permanente em clown no Centre National des Arts du Cirque (CNAC) em Châlons en Champagne/ França. Participação no curso internacional de Commedia dell’arte com Carlo Boso pela Académie Internationale des Arts du Spectacle (AIDAS) em Versailles/ França.

Serviço

O Palhaço e Suas Transformações
Oficina O palhaço e seus múltiplos
8 e 9 de agosto, sábado e domingo
De  10h às 16h (com uma hora de intervalo)
Local: Curso de Artes Cênicas da UFMG
A sala será definida em agosto.
Informações: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Av. Presidente Antônio Carlos, 6627, Pampulha, BH/MG
Atividade gratuita
18 participantes e 2 ouvintes
Inscrições: no Colegiado de Graduação na Escola de Belas Artes/UFMG, presencialmente, por meio de uma lista de inscrições, de 3 a 5 de agosto
Informações: (31)3409 – 5385

Palestra Residência e Formação Artísticas na Europa
10 de agosto, segunda-feira, 10h às 12h
Local: Auditório EBA UFMG
Av. Presidente Antônio Carlos, 6627, Pampulha, BH/MG
Entrada gratuita

A2
11 de agosto, terça-feira, às 12h30
Local: Auditório Escola de Belas Artes da UFMG
Av. Presidente Antônio Carlos, 6627, Pampulha, BH/MG
Classificação Livre
Duração: 45 minutos
Entrada gratuita

Turning Point
15 e 16 de agosto, sábado e domingo, às 20h
Local: Funarte MG
Rua Januária, 68,Centro, BH/MG
Classificação: 8 anos
Duração: 1 Hora
R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (a meia)

A2
22 de agosto, sábado, às 16h
Local: Funarte MG
Rua Januária, 68, Centro, BH/MG
Classificação Livre
Duração: 45 minutos
R$ 3,00 (inteira) e R$ 1,50 (meia)

Pin It