girasp.com.br

Fruto de uma pesquisa financiada pela FAPESP por dois anos, o livro 'A pesquisa acadêmica na área de música', de Lia Tomás, da Unesp, é um estado da arte da pesquisa em música no Brasil junto aos programas de pós-graduação.

A pesquisa, por ser inédita no Brasil, provavelmente será uma referência na área. A pesquisadora é professora do Instituto de Artes, em São Paulo, SP, e atua no Laboratório de Estudos em Estética Musical e Filosofia da Música junto ao Departamento de Música.

A publicação encontra-se online no site da ANPPOM (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música) no formato e-book e o download é gratuito.

Acesse
http://www.anppom.com.br/editora/A_PESQUISA_ACADEMICA_NA_AREA_DE_MUSICA.pdf

Sobre o livro
A discussão sobre música em nosso país, talvez mais do que nas demais artes, sempre enfrenta problemas de naturezas variadas. Sendo o Brasil um país continental em suas dimensões, a primeira questão sobre esse tema assenta-se na diversidade sociocultural e o consequente entendimento do que seja “música”; outro aspecto, decorrente desse, atrela-se aos usos e funções da música nessa pluralidade de ambientes, assim como ao repertório musical difundido e conhecido pelos ouvintes. Visto esse estado dos fatos, falar sobre música requer, em primeiro lugar, a delimitação do repertório ao qual estamos nos referindo: seria ela a música popular urbana, a música de massa e de entretenimento, a popular folclórica ou a erudita?

Mesmo que todas essas músicas sejam objetos de pesquisa em diversas áreas do conhecimento, a proposta deste livro dirige-se para a reflexão de um campo específico, a saber: a realização de um estado da arte sobre as pesquisas acadêmicas na área de música realizadas no Brasil, desde a criação dos programas de Pós-Graduação em Música stricto sensu nos anos 80. Para tanto, tomou-se por base as publicações realizadas nos Anais dos Encontros Anuais e dos Congressos da ANPPOM (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música) entre os anos 1988 e 2013.

O levantamento dos dados quantitativos, extraído das publicações constantes no site da ANPPOM (www.anppom.com.br) e também adquiridas por compra e doação, identificou dois mil, seiscentos e cinquenta (2.650) trabalhos distribuídos em diversas subáreas nos vinte e um congressos já realizados.

Visto que as comunicações representam os resultados parciais e/ou finais de projetos de mestrado e doutorado desenvolvidos por discentes, bem como pesquisas realizadas por docentes e pesquisadores vinculados aos programas de pós-graduação nacionais, uma análise qualitativa deste material pode identificar aspectos relevantes do que vem sendo desenvolvido no campo da pesquisa em música no Brasil.

De acordo com o escopo descrito e o volume dos trabalhos encontrados, a pesquisa realizada não teve como pretensão discutir metodologias específicas de cada subárea, a prevalência de uma metodologia sobre outra, nem mesmo comparar as subáreas com vistas a uma valoração. Ao contrário, o objetivo desta foi fazer um primeiro diagnóstico da produção intelectual realizada nos programas de pós-graduação na área de música, assim como apontar tendências e problemas que poderão ser aprofundados em uma etapa posterior.

Contato da autora
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. ou This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Portal Unesp

Pin It