flautista Sarah Hornsby e a violoncelista romena Diana Ligeti

O recital que será realizado no dia 24 de setembro, às 19:30, no Instituto de Artes da Unesp, Câmpus São paulo, festeja os aniversários da flautista americana, professora do curso de Flauta do Instituto de Artes da Unesp, Sarah Hornsby e do percusionista brasileiro, professor de percussão da Escola de Música do Estado de São Paulo, Heri Brandino.

Brandino, comemora hoje, dia 21, seus 30 anos de idade, Sarah Hornsby o celebrará no dia 26, próximo, sua chegada aos 50 anos e o compositor Rodrigo Lima, 40 anos, no dia 25/09. Esta é a razão do sugestivo título do evento, Concerto de Câmera 30+50.

Os intérpretes aniversariantes se apresentarão num programa variado com a estréia mundial da obra  Still damper (2016) e em conjunto com o contrabaixista Pedro Gadelha e da prestigiada violoncelista romena radicada em Paris, França, Diana Ligeti.

musicos
Fotos (da esquerda para direita): Heri Brandino, Rodrigo Lima, Pedro Gadelha e Martin Herraiz

A violoncelista iniciou seus estudos no seu país de origem, e depois prosseguiu com sua formação como solista no CNSM (Conservatório Nacional Superior de Música) de Paris e na Universidade de Paris IV, onde obteve o Mestrado em Musicologia. Seus talento e domínio do instrumento foram reconhecidos pelo consagrado violonista Lord Yehudi Menuhin, que lhe concedeu uma oportunidade de aperfeiçoamento na Academia Internacional Yehudi Menuhin, em Gstaad, Suíça. Laureada nos concursos de Douai (França), Munique (Alemanha) e ainda Osaka (Japão), Diana desenvolveu vasta experiência como solista, recitalista e camerista. Ela participa do “Trio e Quarteto Ligeti” e o “Musique oblique” com os quais já realizou várias gravações reverenciadas pela crítica especialisada.

Diana Ligeti é atualmente professora do Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, França, e realiza masterclasses por todo mundo.

Apaixonada pela luteria contemporânea, a artista toca num violoncelo de David Ayache (Montpellier 2001) e arco Pierre Grumberger (Paris 2010)

Diana se encontra em São Paulo para uma série de atividades pedagógicas na EMESP.

A flautista Sarah Hornsby, aniversariante e organizadora deste recital, desenvolve intensa atividade pedagógica na Unesp, EMESP, além de participar ativamente da cena de concertos e recitais de música erudita contemporânea e de vanguarda por todo o Brasil.

O recifense Pedro Gadelha é contrabaixista solista da OSESP e da Camerata Aberta. Durante vários anos, foi membro da Ópera de Frankfurt, além de participar de várias orquestras e grupos internacionais, como a Filarmônica de Berlim, as Sinfônicas de Colônia, Stuttgart, Frankfurt, Berlim, Madri, Galícia, etc. Seu interesse por vários estilos de música o levou a colaborar com o Ensemble Modern e outros grupos de música contemporânea, barroca, experimental ou popular. Acredita que a vida na orquestra é completada e enriquecida por outras formas como a música de câmara, a pesquisa histórica, o experimentalismo e a pedagogia.

O percussionista Heri Brandino, Mestre pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), sob a orientação de Fernando Rocha, Graduado em Percussão Sinfônica e Contemporânea pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), formado em Percussão Erudita pelo Conservatório de Tatuí, além de ter sido aluno especial no curso de Mestrado da McGill University, Montreal. Atualmente é professor de percussão da Escola de Música do Estado de São Paulo e integrante da Camerata Aberta, grupo de câmara dedicado à música contemporânea. Sua experiência profissional conta com participação em diversos grupos de câmara e orquestras, tais como Percorso Ensemble, OSUSP, Grupo PIAP e PercuTRIZ (trio percussivo da Unesp), além de se apresentar como solista junto à Orquestra Jovem de São Paulo e a Orquestra Sinfônica de Tatuí. Colaborando com a divulgação da música contemporânea, estreou obras nacionais e internacionais, algumas de sua própria autoria e outras dedicadas a ele.

Heri Brandino gravou vários CDs, entre eles: Baqte Ensemble (Música Contemporânea Brasileira) e A música de Gilberto Mendes(Ensemble Música Nova), CDs indicados ao Prêmio Bravo!, Musica Plural (Percorso Ensemble), GPC, 30 Anos de História (Grupo Percussionista de Câmara), Espelho D’ Água (Camerata Aberta), vencedor do Prêmio Bravo de Música no ano de 2012. Foi convidado como solista e palestrante do ‘Encontro Internacional de Percussão’ da EMESP/Unesp, ‘Encontro Internacional de Percussionistas do Conservatório de Tatuí’ e convidado como músico do ‘Festival Música Nova’ e do ‘Música de Agora’.

Teve como principais professores Carlos Stasi, Eduardo Gianesella, John Boudler, Eduardo Leandro, Fernando Rocha e Aiyun Huang. Brandino obteve premiações nos concursos Jovens solistas da Orquestra Jovem do estado de São Paulo e da Orquestra Jovem de Guarulhos, a segunda colocação no Concurso Internacional de Composição para Percussão (Campinas, SP) e, junto ao PercuTRIZ, venceu a etapa paulista do Concurso Nacional Furnas Geração Musical.

Como compositor, suas peças já foram executadas nos Estados Unidos e gravadas em CD (Baqte Ensemble). Como concertista realizou apresentações na Suíça por meio do Jughendorchester Festival; em Bruxelas e Herzele pelo Europalia International Arts Festival; em Amsterdã pelo Festival Terra Brasilis e em Montreal como solista.

Heri Brandino é professor do curso superior de Música (Bacharelado) da Faculdade Cantareira, SP.

O histórico, currículo , produção e demias informções a respeito do músico Rodrigo Lima podem ser consultados na página do compositor em: http://www.rodrigolimacomposer.com/ .   

Programa

Encruzilhada do Segunda Boi * (2007)
Silvio Ferraz

Mirrors (1997)
Kaija Saariaho

Para flauta e violoncelo          

Phylactére (2005)
Richard Dubugnon

Para violoncelo e contrabaixo

 L’humeur vagabonde (2010)
Philippe Racine

 Assobio a Jato (1950)
Heitor Villa-Lobos

Para flauta e violoncelo

Matiz III (‘Ciclos’) (2013) 8”
Rodrigo Lima

Duo para violoncelo e contrabaixo
Giacochini Rossini

Eclogue para flauta e percussão (1971)
Teruyuki Noda

Still damper (2016) *
Martin Herrraiz

Para flauta em sol, violoncelo, contrabaixo e percussão 

* estreia mundial!

Sarah Hornsby, flautas

Diana Ligeti, violoncelo

Pedro Gadelha, contrabaixo

Heri Brandino, percussão

Evento: Concerto de Câmera 30+50

 Local: Instituto de Artes da Unesp, câmpus de São Paulo

Teatro Reynúncio Lima – IA/Unesp

Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271 (ao lado do terminal de metrô da Barra Funda)

 Data: 24.09

 Horário: 19h30

 Entrada franca - Aberto ao público

Pin It