Grupo PIAP e o compositor John Cage (1985)

Maior biblioteca da América do Sul e mais completo instrumental percussivo do Brasil

Com sede no Instituto de Artes (IA) da Unesp, Câmpus de São Paulo, entre outras atividades, o Laboratório de Percussão do IA organiza a série Encontros com a Percussão Brasileira, além de inúmeros eventos, como concertos, recitais, oficinas e masterclasses com convidados do Brasil e exterior, possui a maior biblioteca percussiva da América do Sul, e é o curso com o mais completo instrumental de percussão do país.

Os professores, alunos e ex-alunos do Laboratório de Percussão têm realizado inúmeras publicações de artigos, métodos, livros, cds e dvds, além de terem conquistado diversos prêmios, participado em projetos internacionais, além da comissão e composição de grande número de obras, com suas respectivas estreias e gravações.

O laboratório tem sua história ligada ao curso de bacharelado em percussão do IA, criado pelo Prof. Dr. John Boudler, recém- aposentado. Conta hoje com os professores Dr. Carlos Stasi (atual coordenador), contratado em 1987, e Dr. Eduardo Gianesella, contratado em 1993.

O curso atualmente disponibiliza 4 vagas anuais e graduou desde a primeira turma de formandos, em 1984, 95 bacharéis. Desses, 37 atuam nos principais grupos sinfônicos do país como OSESP, Orq. Sinf. Brasileira, Orq. Sinf. do Teatro Municipal de SP, OFMG, etc. Além disso, muitos também atuam em musicais, grupos de câmera e na área da música popular no Brasil e exterior.

No âmbito acadêmico, 19  são professores das principais universidades brasileiras e exterior, e dos Institutos Federais Técnicos: UNESP (3), USP (3), UFMG (1), UFG (1), IFT Goiás (3), UFAL (1), UEPA (2), UFOP (1), EMBAPA (1 - aposentado), Faculdade Cantareira (1), FAAM (1), Faculdade Carlos Gomes (1), University of Stony Brook (EUA) (1). Muitos também ensinam em importantes escolas técnicas e conservatórios do país e exterior.

Atualmente, 45 ex-alunos já concluíram ou estão cursando o mestrado na área (23 no exterior). Desses últimos, 15 concluíram ou estão cursando o doutorado (9 no exterior). Além disso, outros 8 ex-alunos também fizeram cursos de especialização no exterior.  

Entre as inúmeras conquistas do Grupo de Percussão do Instituto de Artes do Planalto (PIAP), ligado ao Laboratório, destacam-se o 1º lugar no II Prêmio Eldorado de Música em 1986,  turnê pelos EUA, em 1987; Prêmio Lei Sarney, como Revelação na Categoria Grupo Instrumental em 1988; Prêmios Mambembe e APCA de Melhor Trilha Sonora em 1995; Projeto LinC da Sec. de Cult. do Est. de SP em 1997; indicação na categoria Melhor Grupo de Música de Câmara pelo IV Prêmio Carlos Gomes em 1999; apresentação no Festival Percusiones del Mundo na Cidade do México em 2000; eleito pela APCA o Melhor Conjunto de Câmara em 2003;  turnê pelos EUA em 2010 e turnê pela China em 2011.

O Grupo PIAP se apresentou por todo o Brasil, onde participa regularmente dos mais importantes festivais de música contemporânea, e suas gravações podem ser encontradas em 2 LPs e 10 CDs, É reconhecido internacionalmente como o principal grupo de percussão universitário da América Latina e, em 1985, recebeu o renomado compositor norte-americano John Cage.

Informações
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Portal Unesp

Pin It