Anna Paes e Guinga

Inaugurado há 51 anos, o Bar do Alemão, casa de propriedade do cantor e compositor Eduardo Gudin, sempre se destacou como um espaço de reverência e resistência para o samba tradicional e para a boa música brasileira, em diálogo com sonoridades contemporâneas. Chopp geladíssimo, bons pratos e música do Brasil combinam cultura, lazer e prazer em São Paulo, na Avenida Antártica, 554, na zona oeste da capital.

17/09. Terça, a partir de 20h30
Roda: Terçando no Choro - com Fernando Dalin & Trio
Couvert artístico: R$ 15,00. Roda aberta a canjas

Fernando Dalcin é um jovem instrumentista autodidata que começou a se interessar pelo bandolim ainda criança, após uma breve passagem pelo cavaquinho, que descobriu ao ouvir “Pedacinho do Céu” de Waldir Azevedo. O incentivo veio de seu avô, que o levou pela primeira vez a uma roda de choro, passando a se dedicar ao estilo e ao bandolin. Atualmente, o músico vem se destacando com show que celebra os 50 anos sem Jacob do Bandolim. Para Fernando, “muito mais do que um espaço para o encontro entre amigos, a roda de choro é uma escola para aqueles que optam pelo caminho da música, em geral, e do choro, em particular”. Nessa apresentação, Dalcin mostra repertório formado por músicas inéditas e clássicos do choro, acompanhado pelos instrumentistas Victor Guedes (cavaco), Ribeka Suzuki (pandeiro) e Natan Drubi (violão). Na segunda entrada da roda de choro, o palco é aberto a canjas de músicos presentes.

18/09. Quarta, às 21h
Show: Moacyr Luz – projeto #OcupAlemão
Ingressos: R$ 25,00 – Ingressos esgotados!

O compositor Moacyr Luz é o próximo convidado do projeto #OcupAlemão, acompanhado por dois músicos renomados, o violonista Diego 7 Cordas e o percussionista Gersinho da Banda. O repertório traz, além de sambas de outros bambas, clássicos de sua carreira como "Estranhou o quê?", "A Reza do Samba" (parceria com Gustavo Clarão), "Som de Prata" (parceria com Paulo César Pinheiro) e "Que Batuque É Esse?" (com Sereno). Moacyr Luz está na roda de compositores cariocas, desde 1982 (foi fundador da famosa Roda de Samba do Trabalhador). Seu nome chamou a atenção dos brasileiros quando, em 1989, Fafá de Belém fez bater forte “Coração do Agreste”, música de Moacyr que ganhou versos de Aldir Blanc alusivos na trama da novela Tieta, da TV Globo, e quando Beth Carvalho lançou o samba “Saudades da Guanabara”, de autoria de Moacyr, Aldir Blanc e Paulo César Pinheiro, em seu álbum homônimo.

19/09. Quinta, às 20h30
Show: 3ª AMostra Canção Presente – Iara Ferreira convida Lívia Itaborahy (MG), Túlio Borges (DF), Rodrigo Avelino (AL) e Cacá Pereira (RJ).
Couvert artístico: R$ 15,00 / Promoção: chopp Brahma claro 300ml = R$ 7,50

O projeto Canção Presente teve início no Rio de Janeiro, em 2016, em duas edições em parceria com a Funarte, ocupou teatros da cidade com música autoral contemporânea. Em 2019, as idealizadoras, Iara Ferreira (cantora e compositora) e Livia Mannini (produtora cultural), realizam a 3ª AMostra Canção Presente - Série Bar do Alemão, que ocupa mensalmente o lendário bar de Eduardo Gudin. A cada edição, apresenta novos compositores da música popular brasileira, que dividem a noite com Iara Ferreira. Em setembro, os convidados são Lívia Itaborahy (MG), Túlio Borges (DF) e Cacá Pereira (RJ). Após as apresentações, o palco é aberto para compositores presentes que queiram mostrar seu trabalho.

20/09. Sexta – MPB da Boa!
20h30: Liliana Scarfone e Francisco César
22h30: Mauricio Sant’Anna e Léla Simões
Couvert artístico: R$ 15,00 (válido para a noite inteira)

Repertório de sambas tradicionais e contemporâneos predominam as apresentações dos artistas – cantores e compositores – que, semanalmente, dão o clima e o tom ao Bar do Alemão. A música popular brasileira “da boa” ganha interpretação personal nas vozes de Liliana Scarfone, Mauricio Sant’Anna e Léla Simões, mantendo a tradição do bar de Eduardo Gudin.

21/09. Sábado – MPB da Boa!
20h30: Liliana Scarfone e Francisco César
22h30: Cezinha Oliveira & Karine Telles com Jorginho Cebion (percussão)
Couvert artístico: R$ 15,00 (válido para a noite inteira)

Repertório de sambas tradicionais e contemporâneos predominam as apresentações dos artistas – cantores e compositores – que, semanalmente, dão o clima e o tom ao Bar do Alemão. A música popular brasileira “da boa” ganha interpretação personal nas vozes de Liliana Scarfone, Cezinha Oliveira e Karine Telles, mantendo a tradição do bar de Eduardo Gudin.

22/09. Domingo, às 19h30
Show: Dante Ozzetti & Patrícias Bastos
Couvert artístico: R$ 20,00

Dante Ozzetti e Patrícias Bastos apresentam show com músicas dos dois discos de Patrícia - Zulusa e Batom Bacaba - e obras de diversas fases da carreira de Dante, gravadas por Ná Ozzetti, Virginia Rosa, Ceumar, Luiz Tatit, Zélia Duncan e pela própria Patricia Bastos, entre outros intérpretes. Patrícia Bastos lançou Zulusa, em 2013, produzido por Dante Ozzetti, que conquistou os prêmios de Melhor Álbum Regional e Melhor Cantora no Prêmio da Música Brasileira, e de Melhor Disco do Ano no Prêmio Embrulhador. O disco tem como temática os sons amazônicos de ritmos como o marabaixo, batuque do Curiaú, cacicó e outros. Patrícia tem outros quatro discos gravados: Pólvora de Fogo, In Concert, Eu Sou Caboca e Batom Bacaba, este finalista do Prêmio da Música Brasileira e do Latin Grammy, produzido por Dante em parceria com Du Moreir. Dante Ozzetti recebeu os prêmios Sharp de Melhor Arranjador e Melhor Disco pelo álbum Ná (1994) e indicação de Melhor Arranjador por Love Lee Rita (1997). Foi vencedor do III Prêmio Visa - Edição Compositores pelo júri oficial e júri popular (2000), Melhor CD de Música Popular - Prêmio Bravo Prime por Balangandans - Ná Ozzetti (2009). Tem três discos gravados: Ultrapássaro (2001), Achou! (com a cantora Ceumar, 2007) e Amazônia Órbita (2016). Produziu os recentes Canto para Aldebaran – de Thamires Tannous (2014), Multiplicar-se Única - Canções de Tom Zé - de Regina Machado (2015), Gris - de Juliana Cortes (2016), Princesa de Aiocá - de Mariana Furquim (2018) e outros

24/09. Terça, às 21h
Show: Anna Paes convida Guinga – em Mello Baloeiro
Ingressos: R$ 25,00

Ao longo de 20 anos, Anna Paes vem pesquisando a obra de Guinga, incluindo canções inéditas do compositor, que possui 52 anos de carreira. Desde 2013, a cantora vem participando como convidada dos concertos de Guinga, cantando o seu repertório. O álbum de estreia de Anna como compositora, Miragem de Inaê (Biscoito Fino, 2016), gravado junto com Iara Ferreira, tem participação especial de Guinga na faixa “Valsa de Aprendiz”. Em 2018, foi iniciada uma parceria entre ambos como compositores. No show Mello Baloeiro, Anna Paes (voz e violão) canta acompanhada pelo próprio Guinga (voz e violão) suas parcerias com Paulo César Pinheiro, Aldir Blanc, Chico Buarque, Sérgio Natureza, Simone Guimarães, Thiago Amud e a própria Anna Paes.

25/09. Quarta às 20h30
Show: Renato Piau & Marco Palmah em Sambas do Melodia
Projeto: #OcupAlemão. Couvert artístico: R$ 15,00.

Os músicos e cantores Marco Palmah e Renato Piau apresentam sambas marcantes na trajetória do cantor e compositor Luiz Melodia (1951-2017). Renato Piau - instrumentista, compositor e cantor paulistano - já acompanhou diversos artistas da MPB. Na década de 80, tocou com Luiz Melodia, de quem se tornou parceiro em composições como “Cara a Cara”, “Morena da Novela” e “Cuidado de Você”, gravadas por Melodia, além de “Este Filme Eu Já Vi”, interpretada por Cássia Eller. Em 1995, gravou o primeiro disco individual, Guitarra Brasileira, que teve participação especial de Melodia em duas faixas, “Fadas” e “Me Beija”. Em 2001, Luiz Melodia incluiu no disco Retrato do Artista Quando Coisa, duas parcerias de ambos, “Este Filme Eu Já Vi” e “Lorena” (esta parceria também com Marral, filho de Melodia). Em 2003, lançou o CD Tom do Leblon com participação de Dalmo Castelo, Chico Caruso, Jards Macalé, Luiz Melodia, Dulce Quental e outros. Marco Palmah é instrumentista e cantor paulistano, com trabalho destacado em várias casas noturnas, entidades sociais e projetos da prefeitura paulistana. Residente, desde 2016, no Distrito Federal, onde faz parte do backing vocal da Orquestra Cafuçú do Cerrado, comandada pelo produtor Lucas Furmiga.

26/09. Quinta, às 20h30
Canjas: Quinta da Canja
Entrada: grátis / Promoção: chopp Brahma claro 300ml = R$ 7,50

Cantores, instrumentistas e compositores podem visitar o bar do Alemão e ainda dar uma “palhinha”. A Quinta da Canja é um projeto que recebe os amantes da música brasileira que compõem, tocam instrumentos, cantam e querem um momento para compartilhar sua arte. O anfitrião da noite é o violonista Sérgio Arruda, que também acompanha os intérpretes. Ótima pedida também para aqueles que gostam de conhecer novos artistas da música, tomando um chopp cremoso e saboreando as delícias de um bom cardápio. As edições ocorrem uma ou duas vezes por mês, sempre às quintas-feiras. Para saber as datas marcadas para os próximos meses é só acompanhar a agenda do Bar do Alemão no Facebook. Não há cobrança de couvert artístico e tem promoção do chopp Brahma na noite, a R$ 7,50 (300ml).

27/09. Sexta – MPB da Boa!
20h30: Liliana Scarfone e Francisco César
22h30: Cezinha Oliveira e Karine Telles com Jorginho Cebion (percussão)
Couvert artístico: R$ 15,00 (válido para a noite inteira)

Repertório de sambas tradicionais e contemporâneos predominam as apresentações dos artistas – cantores e compositores – que, semanalmente, dão o clima e o tom ao Bar do Alemão. A música popular brasileira “da boa” ganha interpretação personal nas vozes de Liliana Scarfone, Cezinha Oliveira e Karine Telles, mantendo a tradição do bar de Eduardo Gudin.

28/09. Sábado – MPB da Boa!
20h30: Liliana Scarfone e Francisco César
22h30: Mauricio Sant’Anna e Léla Simões
Couvert artístico: R$ 15,00 (válido para a noite inteira)

Repertório de sambas tradicionais e contemporâneos predominam as apresentações dos artistas – cantores e compositores – que, semanalmente, dão o clima e o tom ao Bar do Alemão. A música popular brasileira “da boa” ganha interpretação personal nas vozes de Liliana Scarfone, Mauricio Sant’Anna e Léla Simões, mantendo a tradição do bar de Eduardo Gudin.

29/09. Domingo, às 19h30
Show: Jean Garfunkel em Poemania Crônica Show
Couvert artístico: R$ 30,00

O compositor e poeta Jean Garfunkel apresenta show temático Poemania Crônica Show com canções e textos de sua autoria. No espetáculo, que tem participação especial do flautista e bandolinista Pratinha Saraiva, o artista conta e canta com lirismo e bom humor as questões cotidianas de sua alma inquieta diante das esperanças e incertezas do Brasil de hoje.  O roteiro costura poemas e crônicas rimadas de seu novo livro, o Poemania Crônica, ao repertório de canções suas gravadas por grandes intérpretes: "Calcanhar de Aquiles" (Elis Regina), "Gato Gaiato" (Zizi Possi), "Não Vale a Pena" (Maria Rita), "Cruzeiro do Sul" (Renato Braz) e "Mazzaropi" (Pena Branca e Xavantinho), além de composições gravadas pelo autor em seu mais recente álbum: 13 Pares e um Fado Solitário.

Serviço

Bar do Alemão
Av. Antártica, 554 - Água Branca, São Saulo/SP.
Tel: (11) 3862-5975. Reservas pelo Whatsapp: (11) 93242-6545.
Abertura da casa: 18h.
Estacionamento conveniado: R$ 8,00 (preço único c/ carimbo do bar) - Av. Antártica, 519.
Acesse a programação: https://www.facebook.com/obardoalemao

Pin It