Fernando Amaro Quinteto & Carlos Bala Trio

Iniciado em setembro, o projeto Baterias Brasileiras - Um panorama da evolução da bateria brasileira segue até dezembro no Sesc Belenzinho, reunindo importantes instrumentistas de expressão nacional e internacional. Em outubro, acontecem shows, bate-papo e workshop.

Cada show programado para este mês conta com dois grandes nomes da bateria brasileira. São eles: Jonatas Sansão & Zé Eduardo Nazário / Série Bossa (5/10); Igor Willcox & Duda Neves / Série Jazz e Brazilian Jazz (19/10); e Fernando Amaro & Carlos Bala / Série Side Man (26/10).

Mediado por Carlos Calado, o bate-papo do mês (25/10) aborda os aspectos da carreira profissional do baterista. Participam Duda Neves, Igor Willcox, Carlos Programação – Baterias Brasileiras (outubro)

  • 05/10. Sexta, às 21h

Show: Jonatas Sansão Quinteto & Zé Eduardo Nazário Quinteto

Série Bossa
Local: Teatro (392 lugares). Duração: 1h30. Não recomendado para menores de 12.
Ingresso: R$ 20,00 (inteira). R$ 10,00 (meia). R$ 6,00 (Credencial Plena)

Jonatas SansãoFoto: de Nino Gomes

Zé Eduardo NazárioFoto: Christian Piason

Jonatas Sansão começou a tocar bateria aos oito anos na igreja, aos 12 se tornou baterista da Big Band da FASCS. Em 2006, foi convidado a participar do workshop sobre improvisação com o trombonista Vincent Gardner (Lincoln Center Jazz Orchestra). Hoje, é um dos bateristas brasileiros mais requisitados, tocando com os melhores músicos do país e do exterior, fazendo shows, workshops, gravações e integrando diversos grupos e projetos, como SoundScape Big Band, Michel Leme Trio, Sidiel Vieira Trio e Blessed Jazz. Neste show, apresenta a bateria na bossa nova com clássicos e temas autorais, influenciado pelo jazz, o fusion e a música latina. Acompanhado por Diego Garbin (trompete), Lucas Macedo (saxofone), Davi Sansão (piano) e Thiago Alves (baixo acústico).

Zé Eduardo Nazário é baterista, percussionista e professor, há mais de 50 anos. Em 1979, co-liderou com seu irmão Lelo Nazário, a gravação de Marcha Sobre a Cidade, do Grupo Um, primeiro disco instrumental independente lançado no Brasil, com uma série de shows seguidos de cursos de percussão no então desconhecido Teatro Lira Paulistana. Neste show, apresenta repertório autoral, além de clássicos da bossa nova, e mostra o que aprendeu tocando com artistas como Carlos Lyra, Edison Machado e Paulo Moura. Sua banda tem Sandro Nogueira (guitarra), Guilherme Cordeiro (baixo elétrico), Rodolfo Guilherme (trumpete) e Deyler Gaspri (sax).

  • 19/10. Sexta, às 21h

Show: Igor Willcox Quinteto e Duda Neves Trio

Série Jazz e Brazilian Jazz
Local: Teatro (392 lugares). Duração: 1h30. Não recomendado para menores de 12.
Ingresso: R$ 20,00 (inteira). R$ 10,00 (meia). R$ 6,00 (Credencial Plena).

Igor Willcox Quinteto e Duda Neves TrioFotos de Marcos Hermes e Rodrigo Kassab

Igor Willcox - baterista e compositor - figurou na lista dos melhores instrumentistas de 2017, segundo o site Melhores da Musica Brasileira, ao lado de nomes como Hermeto Pascoal e João Donato. Tocou e gravou com importantes artistas da cena nacional e internacional como: Camille Bertault, Guilherme Arantes, Daniela Mercury, Frejat e Gary Brown. Neste show, apresenta as músicas de seu primeiro álbum solo, intitulado #1, que traz elementos do jazz, funk e fusion. Com Igor Willcox (bateria ecomposições), Vini Morales (piano elétrico - synth), Wagner Barbosa (saxofone) e Glécio Nascimento (contrabaixo). Duda Neves é compositor, arranjador, educador e baterista. Tem quatro trabalhos solos autorais: Urucum (90), Tempo Bom (92), Temporal (2000) e Erupção (2002). Foi citado como um dos melhores bateristas de jazz do mundo pela revista francesa Jazz Hot e pela revista Bizz como um dos melhores instrumentistas brasileiros. Tocou e gravou com Simone, Belchior, Jorge Benjor, Fábio Júnior, Arrigo Barnabé, Naná Vasconcelos, Don Salvador e outros. Ele traz para o show novos arranjos para standards de jazz e de MPB, além de composições próprias dos trabalhos solos dos instrumentistas que o acompanham: Com Duda Neves (bateria), Sylvinho Mazzucca Jr. (baixo) e Michel Freidenson (teclado).

  • 25/10. Quinta, às 20h

Bate-papo: Duda Neves, Igor Willcox, Carlos Bala e Fernando Amaro

Mediação: Carlos Calado

Séries Jazz, Brazilian Jazz e Side Man
Local: Teatro (292 lugares). Duração: 2h.
Grátis. Não recomendado para menores de 12.

Discussão acerca das experiências profissionais de cada instrumentista, aspectos técnicos do instrumento, o mercado da música atual, gestão e planejamento de carreira musical, estratégias de comunicação, direito autoral e recolhimento de royalties. Mediação de Carlos Calado, jornalista, pesquisador e crítico musical.

  • 26/10. Sexta, às 21h

Show: Fernando Amaro Quinteto & Carlos Bala Trio

Série Side Man

Local: Teatro (392 lugares). Duração: 1h30. Não recomendado para menores de 12.

R$ 20,00. R$ 10,00 (meia). R$ 6,00 (Credencial Plena).

Fernando Amaro Quinteto & Carlos Bala TrioFotos de Nino Gomes e Monica Guimaraes

Fernando Amaro é professor no Instituto de Bateria Vera Figueiredo (IBVF), e considerado pela crítica especializada uma das principais revelações da bateria contemporânea. Atua no cenário da música instrumental ao lado de artistas como Thiago Espírito Santo, Chico Willcox, Bocato, Michel Leme, Rubem Farias, Zé Barbeiro, André Mehmari, Gian Corrêa e Fábio Peron. Acompanhado de seu quarteto, Fernando mostra composições próprias e arranjos para standards consagrados. Com Fernando Amaro (bateria), Maycon Mesquita (trompete), Vinicius Chagas (sax tenor) e Jackson Silva (contrabaixo).

Carlos Bala nasceu em Maceió, iniciou sua carreira musical em 1970, tocando em bailes. Em 1978, mudou-se para São Paulo, onde tocou e gravou com nomes como Laércio de Freitas, Maestro Branco e Eliane Elias. Em 1985, mudou para o Rio de Janeiro, onde acompanhou John Patitucci, Toots Thielemans, Joey Calderazzo, Gal Costa, Djavan, João Bosco, Maria Bethânia, Chico Buarque, Caetano Veloso. Neste show, intitulado Velhos Amigos, o baterista apresenta releituras para temas de jazz e funk de nomes como Miles Davis, Charlie Parker, Jeff Lorber e Yellow Jackets, além de composições autorais dos amigos com os quais tocou no início da década de 80. Com Celso Pixinga (baixo), Marinho Boffa (piano e teclados) e Álvaro Gonçalves (guitarra e violão).

  • 24/10. Quarta, às 20h

Workshop: Bateria Total

Com: Duda Neves
Série Jazz e Brazilian Jazz
Local: Teatro (292 lugares). Grátis. Duração: 2h.

O programa do workshop do baterista Duda Neves apresenta os seguintes tópicos: A História da Bateria (origens e evolução), A Bateria no Mundo (diferentes estilos, diferentes países), A História dos Principais Bateristas, Métodos de Estudo, Aprimoramento Técnico e Postura Profissional.

Serviço

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP). Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento: Para espetáculos com venda de ingressos após as 17h: R$ 15,00 (não matriculado); R$ 7,50 (credencial plena no SESC - trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário)

Pin It