Dança

Médrick Varieux

Com solo do guadalupense Médrick Varieux, O preto bonito está cagando para você, Madame! foi criada a partir do texto “A experiência vivida do negro”, capítulo do livro “Pele negra, máscaras brancas”, da autoria do influente pensador martiniquense da descolonização Frantz Fanon.

Na próxima sexta-feira (20), às 19h30, a Taanteatro Companhia apresenta a palestra-performance O preto bonito está cagando para você, Madame!, na Oficina Cultural Oswald de Andrade. A entrada é gratuita.

Com solo do guadalupense Médrick Varieux, a performance aborda o corpo negro a partir do texto “A experiência vivida do negro”, capítulo do livro “Pele negra, máscaras brancas”, da autoria do influente pensador martiniquense da descolonização Frantz Fanon (1925 a 1961).

Em diálogo

Mensagens de Moçambique

Com solo do moçambicano Jorge Ndlozy, espetáculo tematiza a luta pela soberania e auto realização humana face à herança colonial portuguesa num país africano. Apresentação no dia 13 de setembro, com entrada gratuita.

Nos dia 13 de setembro, às 20h, a Taanteatro Companhia apresenta o espetáculo Mensagens de Moçambique na Oficina Cultural Oswald de Andrade. Com solo do moçambicano Jorge Ndlozy, o espetáculo tematiza a luta pela soberania e auto realização humana face à herança colonial portuguesa num país africano. A entrada é gratuita.

A investigação coreográfica abrange a imersão em práticas ritualísticas ancestrais realizadas em comunidades rurais de Chibuto (Moçambique); o estudo de danças tradicionais moçambicanas;  e o estudo de textos e fontes audiovisuais históricas

Balé Don Quixote

Montagem com 50 bailarinos da Cia Ballet da Escola Maria Olenewa do Theatro Municipal RJ

A Cia. Ballet da Escola Maria Olenewa do Theatro Municipal (BEMO-TMRJ) faz quatro apresentações do balé Don Quixote no Teatro Carlos Gomes, dias 15, 16, 17 e 18 de agosto a preços populares.  O balé, um dos mais antigos do balé de repertório e com a rara inserção de elementos da dança espanhola e cigana escolhido pelo diretor da BEMO-TMRJ, o bailarino e coreógrafo Helio Bejani, reúne mais de 50 artistas no palco para contar a história de Don Quixote, o herói sonhador escrito por Miguel de Cervantes que luta por seus ideais e ajuda o romance proibido entre Kitri

EU por detrás de MIM

A Companhia de Danças de Diadema apresenta o espetáculo EU por detrás de MIM nos dias 13 e 14 de junho (quinta e sexta), no Teatro Sérgio Cardoso, às 19h. Os ingressos custam R$ 10,00 a inteira e R$ 5,00 a meia-entrada.

Com direção e coreografia de Ana Bottosso, a montagem foi inspirada em obras do artista visual dinamarquês Olafur Eliasson e no conto O Espelho, de Guimarães Rosa.

EU por detrás de MIM – por sua criadora Ana Bottosso - foi vencedor do Prêmio APCA 2017 (Melhor Criação Coreográfica) e Prêmio Governador do Estado de São Paulo para a Cultura 2018 (Modalidade Dança / Coreografia).

Transitando pelos meandros dos reflexos e das reflexões, Ana Bottosso

Eu por detras de mim

Premiada e atuante no Brasil e no exterior, a Companhia de Danças de Diadema comemora 24 anos de história com apresentações no Teatro Clara Nunes, no Centro Cultural Diadema, nos dias 17, 18 e 19 de junho. Os ingressos são grátis e devem ser retirados com 1 hora de antecedência.

Nos dias 17 e 18/5 (sexta e sábado, às 15h), a Companhia mostra seu mais novo espetáculo Nas Águas do Imaginar, montagem inédita para o público infantil com coreografia de Ton Carbones. No dia 18/5 (sábado, às 20h), o grupo entra em cena com Força Fluída, cuja coregrafia foi criada pelo sul-coreano Jaeduk Kim. E fechando a comeoração, no dia 19/5 (domingo, às 19h), o

Danca para Camille

O ABCDança é uma iniciativa da Associação Projeto Brasileiro de Dança. Em 2019, o evento é realizado pelo Sesc SP com apoio das prefeituras das cidades envolvidas.

Em sua 14ª edição, o Festival ABCDança circula por cidades do ABCD Paulista com uma diversificada programação de dança em seus múltiplos estilos, envolvendo espetáculos, intervenções e workshops, além da Mostra Ivonice Satie. A programação acontece entre os dias 2 e 11 de agosto. Todas as atividades são grátis.

Em Diadema, a programação corre no Teatro Clara Nunes (palco para abertura do evento, dia 2/8, com o Grupo Cena 11, de Florianópolis, com Protocolo Elefante), Centro Cultural Diadema, Praça da Moça e Centro Cultural Serraria. Os eventos acontecem

Obra coreográfica partiu da necessidade do intérprete-criador e diretor Djalma Moura de compartilhar o andamento de suas investigações encontradas na Orisá Oya – Iansã e seus processos de transmutações: Vento, Búfalo e Borboleta.
 

Com estreia na próxima segunda-feira (03/06) e apresentações de 4 a 8 de junho, o Núcleo Djalma Moura de Danças traz ao público seu mais novo espetáculo, “AJEUM”, na Oficina Cultural Oswald De Andrade. De 03 a 07 de junho, as apresentações serão às 20h; no sábado (08/06), será às 18h. Os ingressos são gratuitos.

A palavra ajeum (ajeun) é a contração das palavras awa (nós) e jeun ou jé (comer), transformada poeticamente em “comer juntos”, uma refeição grupal, comunal. O

Bailando em Cirandas

Nos dias 13 e 27 de maio, segundas-feiras, a partir das 10h30, a Companhia de Danças de Diadema leva o projeto Bailando nas Escolas para a EMEB Florestan Fernandes e EMEB José Rodrigues, respectivamente. O evento contempla crianças de idades entre 6 e 9 anos.

Bailando nas Escolas é uma caravana de dança que envolve formação e difusão, sendo realizada nos pátios das escolas públicas da cidade, numa parceria com a Secretaria de Educação de Diadema.

Os artistas orientadores da Companhia de Danças de Diadema desenvolvem vivências em dança e em movimento junto aos estudantes, desde crianças da pré-escola até adolescentes. Em seguida, acontece uma apresentação artística da Companhia. Alunos e professores das escolas fazem

RECLUSA

A filósofa, ativista e professora norte-americana Angela Davis dizia: “Não aceito mais as coisas que não posso mudar, estou mudando as coisas que não posso aceitar”. Tem-se a certeza de que essa frase ecoa até os dias de hoje e ganha novos contornos com “RECLUSA”, espetáculo de dança da Zona Agbara, coletivo feminino formado por mulheres negras e gordas, que estréia dia 17 de junho de 2019 no Teatro de Contêiner Mugunzá (R. dos Gusmões, 43 - Santa Ifigênia). A entrada é franca.

RECLUSA” discute o encarceramento feminino tanto no viés institucional quanto sociológico. Duro acreditar que as mulheres negras e as mulheres negras e gordas sofram com uma série de estereótipos raciais e sexuais. E

Abraço que vós me nordestes

Espetáculo solo do intérprete-criador Erico Santos será apresentado no dia 17 de maio, às 20h, na Oficina Cultural Alfredo Volpi, em Itaquera. Trabalho foi inspirado na vida e na obra do mestre Sebastião Biano, componente da Banda de Pífanos de Caruaru.

Com espetáculo nesta sexta-feira (17), às 20h, o intérprete-criador Erico Santos apresenta seu mais novo trabalho, “Abraço que vós me nordestes”. O espetáculo será apresentado na Oficina Cultural Alfredo Volpi, em Itaquera, na zona Leste da capital. Os ingressos são gratuitos.

"Abraço que vós me nordestes" traz uma dança-poesia inspirada na vida e na obra do mestre Sebastião Biano, componente da Banda de Pífanos de Caruaru. É força, resistência, amor e legado, estouro em danças,

Tango

O final de semana de 3 a 5 de maio será perfeito para os amantes do tango. Dia 3 de maio, o grupo Corda apresenta o espetáculo “Corda toca Piazzolla” na Sala Cecília Meireles, às 20h, no dia 5 de maio, o Casarão Ameno Resedá, no Catete, hospeda o baile-show de tango e milonga “Uma Noite em Buenos Aires” com a orquestra San Telmo, de músicos argentinos e uruguaios, apresentação do casal de dançarinos argentinos Veronica Centurion y Fernando Esposito e pista aberta para o público bailar. No dia 5, às 16h, o casal de dançarinos promove workshop no projeto Tangue-se em Copacabana.

Uuma Noite em  Buenos Aiires - “A ideia é contar a história e