A exposição no Instituto de Química de São Carlos

Em cartaz na Biblioteca do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP, mostra de 17 desenhos em nanquim sobre papel convida à introspecção

Os traços simples e a estética monocromática dão enredo à coleção de 17 obras, predominantemente em nanquim sobre papel, que estão em exposição até 25 de agosto na Biblioteca do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP. De autoria do artista plástico Rafael Zafalon, elas retratam “o devaneio artístico dos sentimentos, instigando a reflexão e libertando à crítica os pensamentos e constatações dos olhos que as vislumbram”, como afirma o próprio artista.

Intitulada O Surreal das Sensações, a mostra foi organizada pela Comissão de Cultura e Extensão Universitária do IQSC, em parceria com a biblioteca do instituto, e integra o Projeto Arte no Caminho – iniciativa do campus de São Carlos voltada para promover a arte no ambiente de trabalho. A coleção foi instalada no piso intermediário da biblioteca, de acordo com a nova concepção de biblioteca adotada pelo IQSC, que considera o local não apenas um espaço de preservação de livros, mas também um ponto de encontro de pessoas de todas as idades e interesses, conforme anunciou o Jornal da USP (leia mais em http://jornal.usp.br/cultura/instituto-de-quimica-de-sao-carlos-adota-novo-conceito-de-biblioteca).

Rafael Zafalon
O artista Rafael Zafalon – Foto: Divulgação

“Nosso campus tem predominância de cursos da área de exatas, o que estimula o pensamento lógico, mas a ciência exige também pensamento abstrato. Por isso, há alguns anos a Comissão de Cultura e Extensão Universitária do IQSC organiza exposições artísticas com o intuito de estimular a percepção sobre as variadas formas de arte e o pensamento artístico”, explica a professora Elisabete Moreira Assaf, presidente daquela comissão.

Além de O Surreal das Sensações, Rafael Zafalon já realizou outras exposições no campus da USP de São Carlos. Em março, Reflexões foi exibida no Centro Cultural e, em maio, Descaradas ocupou o Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Outras obras do artista podem ser contempladas ainda em Realidade que nos Consome, no Departamento de Engenharia de Produção da EESC.

“O artista tem, na maioria das vezes, vários temas em que classifica suas obras. Nosso espaço nos permite mostrar apenas uma parte desse acervo. O projeto valoriza o artista ao pluralizar oportunidades de exposição de uma coleção maior e diversificada”, complementa Elisabete.

Arte no trabalho

Pintor, desenhista e gravador, de família pouco envolvida com as artes plásticas, Rafael Zafalon teve seu primeiro contato com a xilogravura em 2005, numa exposição do artista plástico J. Borges, na qual aprendeu as primeiras técnicas de gravação xilográfica.  Em 2012, visitou o Museu de Arte de São Paulo (Masp), onde teve a oportunidade de apreciar os famosos painéis Família de Retirantes e Menino Morto, de Candido Portinari, com os quais obteve avanços em sua percepção plástica da sociedade e suas relações.

Entre os anos de 2013 e 2014, aprofundou seus estudos sobre arte moderna e contemporânea sob orientação do arquiteto e urbanista André Monteiro, diretor e curador da Galeria Klaxon. A partir de 2014 iniciou suas criações, originando seu acervo atual.

Promovido pelo Grupo Coordenador de Cultura e Extensão da USP de São Carlos, com curadoria do Centro Cultural e apoio das unidades do campus, o Projeto Arte no Caminho  tem por objetivo “fazer com que a arte venha aos nossos ambientes de trabalho, espalhada pelos caminhos que percorremos diariamente, fazendo com que esses caminhos despertem novas percepções, conhecimento e prazer pela arte na correria do dia a dia”, afirma Rosane Aranda, uma das idealizadoras do projeto.

Veja abaixo quatro das 17 obras de Rafael Zafalon expostas na Biblioteca do Instituto de Química de São Carlos.

O artista Rafael Zafalon

A exposição O Surreal das Sensações, do artista plástico Rafael Zafalon, fica em cartaz até 25 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, na Biblioteca do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP (avenida Trabalhador São-Carlense, 400, São Carlos). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3373-8036.

SANDRA ZAMBON, de São Carlos
Jornal da USP

Pin It