Artes Plásticas

gravuras Di Cavalcante

Galeria da Reitoria traz a mostra “Papel em Destaque”, com 41 desenhos do artista, que integram o acervo da USP

Os 120 anos de nascimento do carioca Emiliano di Cavalcanti são homenageados na mostra Papel em Destaque. A Galeria da Reitoria da USP apresenta uma seleção de desenhos que integram o acervo do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP.

Os visitantes podem acompanhar o artista no início de sua trajetória como caricaturista e ilustrador. Apreciar o humor, a descontração em cenas do cotidiano como O Homem de Piteira, em nanquim sobre papel, de 1952, ou  a charge A Única Solução é a Guerra, de 1938, um desenho em grafite que surpreende pelos traços

Esculturas da artista e professora da Faculdade de Medicina da USP estão na Biblioteca do Instituto de Química

São esculturas, objetos tridimensionais que levam os frequentadores da Biblioteca do Instituto de Química da USP a repensar caminhos inusitados entre ciência e arte. A artista e professora da Faculdade de Medicina da USP Anita Colli apresenta a mostra Interfaces, em que reúne um trabalho que vem desenvolvendo desde 2011.

Hábil e criativa, a artista monta peças com materiais descartáveis dos laboratórios de biologia, química e farmácia. Uma reciclagem que transforma pipetas, tubos de ensaio e outros objetos de plástico e metal em obras lúdicas, que remetem às lembranças não só dos cientistas e pesquisadores, mas

Mostra de Arte Ceramica

Exposição traz obras de 49 artistas, que revelam o desenvolvimento da arte cerâmica no Brasil

“A cerâmica está crescendo muito. Antes, pensava-se no utilitário, mas hoje o apreço pelo artístico é cada vez maior. Estamos batalhando para colocar a cerâmica em um patamar maior, em igualdade com as outras artes, e mostrar que a cerâmica pode ser grande, sim. Há uma melhoria no nível técnico e na criatividade.”

Essa é a importância da 1ª Mostra de Arte Cerâmica, em cartaz até 28 de janeiro de 2018, no Centro Universitário Maria Antonia (Ceuma) da USP, segundo Cibele Nakamura, que faz a curadoria do evento, em parceria com Carlos Augusto Rossi de Almeida.

Itinerante, a exposição

Obras Mar Sereno e Encontro das Aguas

Mostra apresenta 11 obras da artista Vera Lúcia Dian Martin, que ressaltam a presença da água no campo e na praia

Foi aberta, no dia 5 de setembro, na recepção do Centro Cultural do campus de Bauru da USP, a exposição Planeta Água, do Projeto Atelier & Arte, promovido pela Seção de Eventos Culturais da Prefeitura do Campus USP de Bauru (PUSP-B).

A mostra é da artista plástica e compositora Vera Lúcia Dian Martin, que expõe 11 trabalhos em óleo sobre tela com espátula, ressaltando a presença da água em paisagens do campo e de praia.

Vera Lúcia se formou em 1981 em Artes Plásticas pela antiga Fundação Educacional de Bauru (FEB) e graduou-se em

Silvio Dworecki

Entre a pintura e a fotografia, o artista apresenta o conceito “Ma” da filosofia japonesa em nova mostra

No ateliê de Silvio Dworecki, o cotidiano da cidade é filtrado por uma janela que ocupa toda a parede. A paisagem dos prédios e o movimento dos carros que transitam pelo centro silenciam. E se apresentam como se fossem um grande mural. Só a luz difusa do inverno entra e se espalha entre os pincéis, os tubos de tinta, e reflete na tela em branco para delinear, com o pintor, as sombras de uma nova paisagem. Uma parceria que abdica das cores para fluir em tons vermelho, preto, branco, entre tantos.

A composição resulta, como define

Nus

O artista que retratou o cotidiano das ruas e dos bares está em exposição na Pinacoteca do Estado

A história do carioca Emiliano Di Cavalcanti, com os seus sonhos, paixões e a sua postura política e social, está sendo contada na mostra No Subúrbio da Modernidade – Di Cavalcanti 120 Anos, na Pinacoteca do Estado de São Paulo. São mais de 200 obras, entre pinturas, desenhos e ilustrações, que marcaram seis décadas de uma movimentada trajetória.

Nus
Nus, 1955 – Foto: Isabella Mateus

O curador José Augusto Ribeiro, doutorando da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, reuniu obras de coleções particulares e públicas do Brasil e de outros países da América Latina, como

artistas

Exposição de estudantes de Artes Plásticas da USP faz crítica à postura de camuflar e falsear do mundo atual

Estudantes da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP movimentam a Oficina Cultural Oswald de Andrade com a mostra Disfarce. Os artistas Flora Leite, João GG, Renato Pera, Rodrigo Arruda e Yuli Yamagata propõem a reflexão do público sobre o papel ou o disfarce de cada um na sociedade contemporânea.

As obras, como observa o curador Leandro Muniz, condensam as impressões sobre a experiência social que o País atravessa. “As ideias da mostra são tomadas como um ponto de discussão tanto no campo da arte quanto em relação à situação social mais ampla. Ou

Fabio Magalhaes

As obras do artista baiano são marcadas por distorções da realidade e contornos perturbadores, apresentados em metáforas visuais.

A CAIXA Cultural São Paulo inaugura, no dia 29 de julho (sábado, às 11 horas), a exposição Além do Visível, Aquém do Intangível, que reúne a produção artística mais significativa de Fábio Magalhães, desenvolvida entre 2007 e 2017.

A mostra, que tem curadoria de Alejandra Muñoz, é patrocinada pela Caixa Econômica Federal. O evento de abertura conta ainda com lançamento de um livro que reúne obras do artista, produzidas ao longo de 10 anos, e uma visita guiada pelo próprio Magalhães, seguida pela mesa redonda As Matrizes Tradicionais da Arte e a Pintura Contemporânea com participação

arte do barro

Com curadoria da professora da USP Aracy Amaral, ceramistas expõem as memórias de uma cultura pré-colombiana

Julia Isídrez e as irmãs Ediltrudis Noguera e Carolina Noguera estão em São Paulo com uma exposição que resgata as memórias e os sonhos da cultura pré-colombiana. Com a curadoria de Aracy Amaral, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, as três artistas guaranis autodidatas trazem a tradição e a ancestralidade da arte da cerâmica. A mostra Das Mãos e do Barro reúne 114 obras nos espaços da Galeria e Anexo Millan, em São Paulo.

Julia nasceu em Itá, Ediltrudis e Carolina são de Tobati, no Paraguai. Duas cidades reconhecidas pela produção da cerâmica guarani

Pintura a oleo de Andre Yassuda

Biblioteca Mindlin abre exposição “A Imagem e a Literatura Latino-Americana”, no dia 3, às 18 horas

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin inaugura nesta quinta-feira, dia 3, às 18 horas, a exposição A Imagem e a Literatura Latino-Americana, que tem a proposta de apresentar obras de artistas plásticos brasileiros inspiradas pelas produções de escritores latino-americanos.

Os livros de Gabriel García Márquez, Pablo Neruda, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Graciliano Ramos são algumas das obras interpretadas para serem materializadas em forma de arte.

instalacao O Tunel do Tempo
A instalação O Túnel do Tempo, de Alessandra Buffe – Foto: Divulgação
Gravura de folhas
Gravura de folhas que caíram nas alamedas do Parque da Água Branca, Perdizes – Foto: Altina Felício

Detalhe da capa do livro Classicismo Moderno

O livro de Ana Gonçalves Magalhães pesquisa a importância estética das obras de meados do século 20

A história da formação do acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP) é contada sob um viés inusitado. A pesquisadora e professora do MAC Ana Gonçalves Magalhães resgata a formação do primeiro núcleo da instituição integrado por 71 pinturas italianas, adquiridas pelo casal Ciccillo Matarazzo e Yolanda Penteado, revelando a importância da instituição na divulgação dos mestres do século 20. A pesquisa é apresentada no livro Classicismo Moderno – Margherita Sarfatti e a Pintura Italiana no Acervo do MAC USP, lançado pela Editora Alameda.

Natureza Morta - Giorgio Morandi
Natureza Morta, de Giorgio Morandi – Imagem: