Artes Plásticas

Obra de Caroline Kimie

Jovens artistas apresentam trabalhos desenvolvidos nas aulas de cerâmica e escultura

A exposição 'Dissonância: da terra à forma', no Instituto de Artes (IA) da Unesp, em São Paulo, SP, de 17 a 28 de agosto, apresenta work in progress de jovens artistas desenvolvido nas aulas de cerâmica e escultura do IA em 2014/2015. Veja catálogo aqui.

"Dissonantes no processo criativo e escolhendo a 'terra' como suporte para sua confecção, as obras em criação/mutação apresentadas pretendem acrescentar conhecimento ao saber acumulado adquirido nas várias áreas da pesquisa artística do IA, visando a formação do artista híbrido, mas único, que queremos oferecer ao mundo", diz a curadora Lalada Dalglish, professora do IA.

O vernissage ocorre dia

Fragmento de quadro de Guilherme de Faria

Ação ocorre em parceria com a Associação Profissional de Artistas Plásticos de SP

O artista Guilherme de Faria inaugura, dia 18 de agosto, a exposição 'Alma' na Reitoria da Unesp. A atividade se insere no Projeto 15x15, parceria entre a Unesp, por intermédio de seu Comitê de Artes e Cultura ligado à Pró-reitoria de Extensão Universitária, e a Associação Profissional de Artistas Plásticos de São Paulo.

A exposição
A exposição 'Alma' , de Guilherme de Faria, é um mergulho em percepções, sensações e sentimentos motivados por um artista que conhece o seu ofício, tanto na maneira de lidar com cores e formas como na concepção simbólica que sugere em cada tema. É instaurado assim um

Mãos que Alimentam

A exposição Mãos que Alimentam, do jornalista da Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unicamp, Ronei Aparecido Thezolin, é um banquete para quem passa pelo Espaço das Artes da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp. Neste ensaio fotográfico, o objeto são as mãos de chefs e cozinheiros em plena atividade. As imagens foram feitas ao longo dos últimos cinco anos, no contexto de um trabalho de divulgação da cultura gastronômica de Campinas e região, que segue tendo continuidade.

Thezolin conta que a ideia em fazer essa séria fotográfica nasceu por conta do jornalista e chef de cozinha Manuel Alves Filho, que publicou uma sequência de fotos no blog Toque de Chef com o nome da

Vivência para o projeto - Foto: Maura Grimaldi

Projeto foi contemplado no Edital Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais 2014

A mostra RONDA – Parte 1, das artistas visuais Flora Leite e Maura Grimaldi, traz uma instalação tridimensional, portátil e possível de ser controlada remotamente, que remete à estrutura de um farol, usado para fins náuticos. Fotografias, vídeos, desenhos e textos também serão exibidos na exposição, através da parceria da produtora Cinema Zungu com o projeto. A mostra RONDA – Parte 1 fica em cartaz até o dia 22 de agosto na Casa Tomada, localizada no bairro da Liberdade, em São Paulo (SP).

O interesse das artistas visuais Flora e Maura na estrutura do farol surgiu da ideia de

Fotos dos materiais estudados por alunos de graduação e pós-graduação ganharam interpretações artísticas

Após integrarem uma exposição artística itinerante, imagens em escala nanométrica produzidas por pesquisadores e técnicos do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs), financiados pela FAPESP, ilustram o livro Nanoarte: A arte de fazer arte.

Fotos dos materiais estudados no CDMF por alunos de graduação e pós-graduação, como ouro, prata, titânio, estanho, chumbo e outros compostos sintetizados no laboratório do CEPID, ganharam interpretações artísticas dos autores do livro. Dessa forma, uma imagem de aluminato de ítrio, um cristal sintético incolor, recebeu o título de “Cavernas do destino”, e a de um nanotubo de carbono foi intitulada “Corais”, pela semelhança com o animal marinho.

O objetivo,

Grassmann: releitura ou ressignificação da temática de Bosch (1450 – 1516) e Bruegel (1525 – 1569)

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) acaba de receber uma coleção, com 221 obras, contendo a totalidade das gravuras em metal produzidas por Marcelo Grassmann (1925 – 2013). A gravura em metal foi o meio de expressão por excelência de Grassmann, um nome referencial da arte contemporânea no Brasil. O acervo dá suporte ao projeto de pesquisa “Coleção gráfica: Marcello Grassmann”, apoiado pela FAPESP.

“Esse conjunto de 221 gravuras é fundamental para que possamos acompanhar, passo a passo, as transformações técnicas que ocorreram, ao longo dos anos, na obra de Grassmann. E entender como essas transformações influenciaram sua poética, possibilitando que os conteúdos mais profundos viessem à tona, se expressassem e fossem registrados”, disse

Fragmento de obra de Heloize Rosa

Ação ocorre em parceria com a Associação Profissional de Artistas Plásticos de SP

A artista Heloize Rosa inaugura, dia 21 de julho, a exposição 'Conexões' na Reitoria da Unesp. A atividade se insere no Projeto 15x15, parceria entre a Unesp, por intermédio de seu Comitê de Artes e Cultura ligado à Pró-reitoria de Extensão Universitária, e a Associação Profissional de Artistas Plásticos de São Paulo.

A exposição
A artista plástica Heloize Rosa tem na maneira como lida com a composição de seu trabalho um de seus principais méritos. Ao articular tramas mentais e visuais de maneira peculiar, o abstrato e o geométrico se fazem presentes, mas isso não significa perda de sensibilidade.

Pelo contrário, seu

Cerâmicas do Brasil

A CASA museu do objeto brasileiro abrirá no dia 12 de agosto a exposição “Cerâmicas do Brasil – Edição 2015”. A mostra junta em pé de igualdade criações de indígenas, artistas e designers populares e artistas e designers eruditos. Sua característica central é a transversalidade, por lidar sem distinção com esses universos muitas vezes vistos de maneira estanque. “Além de misturar as autorias, a exposição também questiona os limites em geral muito rígidos entre artesanato, design e arte”, explica a curadora Adélia Borges.

Haverá um corte preciso no tempo – século 21 –, mas aberto às várias vertentes do trabalho com esse material, que está presente na cultura brasileira desde os povos originários. Não

Obra de Anna Gaeta

Exposição vai até o dia 1 de setembro em Botucatu

O Museu do Café da Fazenda Experimental Lageado na Unesp em Botucatu, SP, apresenta, de 01 de agosto a 01 de setembro, uma exposição com os quadros da artista plástica Anna Gaeta.

O curador da exposição Oscar D’Ambrosio, doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie e mestre em Artes Visuais pela Unesp, ressalta que, pelo uso que faz das tintas, papeis e materiais, a artista plástica Anna Gaeta atinge um resultado visual pleno de força. “Sua pesquisa encanta pela maneira como concebe o espaço, sempre com muito movimento e liberdade. O observador mergulha nas intensas imagens que surgem em cada

A pesquisa envolveu consulta a diversas fontes bibliográficas, inclusive na Noruega, para entender a formação artística e a identidade do pintor

Alfred Andersen, um jovem pintor norueguês, encantou-se com o Paraná quando, a caminho de Buenos Aires, em 1893, o navio em que viajava fez uma escala técnica em Paranaguá. Decidiu ficar. Casou-se com uma descendente de índios Carijós, deu aulas de pintura e retratou a burguesia que, em troca, o acolheu.

Morto em 1935, Andersen passou à história como pai da pintura paranaense: sua casa transformou-se num museu, suas obras tornaram-se referências regionais e sua trajetória converteu-se num “terreno fértil para a pesquisa em sociologia da arte”, afirma Amélia Siegel Corrêa, autora do livro Alfredo Andersen – Retratos e paisagens de um norueguês caboclo.

O livro, publicado com o apoio da FAPESP, corresponde à tese

gravuras

Exposição no equipamento cultural da Secult-PE tem apoio da Funarte e conta com trabalhos de 14 gravuristas paraibanos

A gravura como forma de expressão é o mote da mostra P&A – Paixão e Afeto, que será aberta ao público na Torre Malakoff, na capital pernambucana, a partir de quarta-feira, 8 de julho. A exposição é formada por peças de 14 artistas atuantes na Paraíba, como José Costa Leite, paraibano radicado em Pernambuco. A solenidade de abertura, às 19h, terá a presença do diretor-executivo da Fundação Nacional de Artes – Funarte, Reinaldo Veríssimo. A mostra fica em cartaz até 2 de agosto e a entrada é franca.

A chegada desta exposição à Torre Malakoff é