Artes Plásticas

Artesanato com Fibra de Buriti

O Sesc Belenzinho apresenta, em janeiro, uma séries de cursos e oficinas grátis, que envolvem o mágico universo dos fios, integrando a programação de artes visuais da unidade. Trata-se do projeto Entre Fios e Meadas, que inclui tapeçaria, bordados, tecelagem e artesanatos, entre outros.

As atividades em questão são: Tapeçaria Contemporânea (15 a 18/01), Criação de Artesanato com Fibras de Buriti (22 a 25/01), Pingente em Mini Tear Caseiro (30 a 31/01), Bordado Manual em Camiseta (18 a 25/01), Macramê em Painéis Decorativos (26/01) e Pulseira de Miçanga em Tear Alternativo (29 e 30/01).

Acesse o portal e inscreva-se: Entre Fios e Meadas.

Entre Fios e Meadas é um projeto do Sesc Belenzinho que promove

Escultura de Robert Muller

Tarsila, Anita e Brecheret, entre outros nomes do Brasil e do exterior, ocupam o prédio do museu no Ibirapuera

A passarela que liga o Parque Ibirapuera ao prédio do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP é a travessia para se conhecer a história da arte brasileira e internacional que se produziu desde 1951. Enquanto a 33ª Bienal Internacional de São Paulo apresenta Afinidades Afetivas reunindo cerca de 600 trabalhos e mais de cem artistas, o MAC traz o percurso dessa grande mostra – uma das mais importantes do circuito da arte internacional –  com as obras premiadas que marcaram a sua história e fazem parte do seu acervo.

Nessa ligação entre o passado e

 Alexandre Mavignier

Pedaços de escombros – tijolo, terras, telha, concreto e argamassa – colhidos pelo artista plástico paulistano Alexandre Mavignier no terreno da Igreja Evangélica Luterana de São Paulo, atingida no incêndio seguido de desabamento, no 1º de maio passado, do edifício Wilton Paes de Almeida no Largo do Paiçandu, em São Paulo, foram trazidos ao Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) no mês de outubro.

Para a moagem desses materiais em uma granulometria próxima de 45 µm (ABNT nº 325), foram utilizados os processos de trituração através de britador mandíbula, na sequência um moinho de disco e, para finalizar, uma moagem fina em moinho de disco vibratório ou em moinho de bolas, para a pulverização do material.

Colcha de Retalhos

No dia 31 de agosto (sexta), o Sesc Belenzinho abre para o público a temporada da exposição coletiva VIA AÉREA. Com curadoria de Marcio Harum, a mostra reúne trabalhos de 12 artistas visuais da cena contemporânea nacional e internacional. A temporada de visitação aberta ao público tem início no dia 31 de agosto e segue até o dia 2 de dezembro, com entrada franca.

A exposição traz um conjunto de obras, entre esculturas, instalação, filme, fotografias e vídeos em disposição aérea, que se relacionam com a arquitetura da unidade ao explorar o aspecto de leveza e as transparências. As criações se apresentam suspensas, flutuantes, içadas.

Algumas obras são inéditas, comissionadas especialmente para a exposição. Os

Os Segredos da Hexabilidade

Até o fim da Copa do Mundo 2018 (15/07), o Center Shopping Rio, administrado pela AD Shopping, homenageiam os jogadores brasileiros com a exposição gratuita ‘Os Segredos da Hexabilidade’, do ilustrador Rafa Monti. E ainda durante esse período, o empreendimento contará com um espaço dedicado para troca de figurinhas do tradicional álbum do torneio da Rússia. Ações que prometem deixar o público no clima da maior competição mundial de futebol.

A mostra ‘Os Segredos da Hexabilidade’, que pela primeira vez é exibida no Rio de Janeiro, reúne caricaturas de jogadores escalados para a Copa do Mundo sob a ótica do ilustrador paulista Rafa Monti. No espaço, os visitantes poderão apreciar ilustrações divertidas dos atletas, na

Trabalho de Anton Schultz

Anton Schultz, baiano nasce à 15 de junho de 1953 em Salvador. Aos 15 anos inicia a sua caminhada nas artes visuais participando da abertura do Atelier Latino de Arte no Pelourinho onde hoje é a Casa de Jorge Amado.

Aos 18 muda-se para o Rio de Janeiro e passa a mostrar seus trabalhos na Feira Hippie de Ipanema, com grande sucesso.

De volta à Salvador entra no ambiente musical efervescente da cidade, gravando um disco para o Carnaval obtendo ótimo resultado o que o levou a ser convidado a fazer parte do trio Tapajós. Em 1980 fez parte do disco Ave Caetano ao lado de Luis Caldas, que nas palavras dele, foi o início

Grande coluna com cunha vermelha

Apesar da idade, o escultor Caciporé Torres continua produzindo com o ritmo e o entusiasmo de um artista jovem.

Em 16 de Agosto ele abre nova exposição individual em São Paulo, na qual apresenta três dezenas de obras, a maior parte delas produzidas nos dois últimos anos. A mostra, que por dez dias estará na Galeria Pintura Brasileira, tem o título Três Oceanos – alusão ao fato de que Caciporé atravessou já três gerações desde o início de sua carreira artística, em 1948, quando pela primeira vez expôs seus trabalhos. A curadoria é de Carlos Zibel e Antonio Carlos Cavalcanti Filho.

As esculturas reunidas em Três Oceanos têm, quase todas, como principal material, o aço

Oni Uni Liri Ludi

Grafiteiro Alemão levará ao público carioca diversas obras baseadas na arte de rua

A cada dia, a arte de rua ganha espaço no cenário das grandes cidades com seus vigorosos traços e cores vibrantes. A partir de 8 de junho, o Rio de Janeiro terá a oportunidade de conhecer um pouco mais desse universo através da exposição inédita ‘Oni Uni Liri Ludi’ – iniciais para Onírico, Universal, Lírico e Lúdico, do artista plástico e grafiteiro paulista Anderson Ferreira Lemes, o Alemão. A mostra ficará aberta no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, e tem entrada gratuita.

Sob a curadoria de Higor Advenssude, a exposição revelará com exclusividade ao público desenhos originais de personagens para grafite, onde

Expo ViaAérea -Cicloviaérea

Exposição: Via Aérea

Via Aérea - Através das produções artísticas da exposição, assuntos prementes da sociedade contemporânea são abordados em seu espectro temático central.

A coletiva Via Aérea reúne trabalhos selecionados de 12 artistas de diferentes nacionalidades, entre brasileiros e estrangeiros, que apresentam um conjunto de obras formado por esculturas, instalação, filme, fotografias, vídeos. Via Aérea exibe alguns projetos e obras inéditas, comissionados especialmente para a exposição.

Através das produções artísticas presentes nesta exposição, diversos assuntos prementes da sociedade contemporânea, e que mais parecem estar suspensos no ar sem a força de um debate público mais profundo na atualidade, são abordados em seu espectro temático central; como o preconceito socioeconômico e racial, o conhecimento ancestral na

Atividade Infantil

Até 5 de agosto, o Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, promove a exposição gratuita e inédita ‘Oni Uni Liri Ludi’ – iniciais para Onírico, Universal, Lírico e Lúdico, do artista plástico e grafiteiro paulista Anderson Ferreira Lemes, o Alemão. A curadoria é de Higor Advenssude, com produção executiva da Desvela – Empreendimentos Socioculturais.

Durante esse período, por meio de agendamento prévio, haverá atividades educativas voltadas ao público infantil. Monitores estarão à disposição para realizar visita guiada de grupos de crianças ao espaço, onde promoverão oficinas de colorir. Uma forma dos pequenos interagirem ainda mais com a exposição. O agendamento é feito através do telefone (21) 2528-2761.

A mostra ‘Oni Uni Liri Ludi’ revela com exclusividade

Paradoxo dos Santos

No dia 5 de junho, às 19 horas, artista participa de evento no Museu de Arte Contemporânea da USP

A trajetória de Regina Silveira como professora da Universidade de São Paulo e como artista brasileira com renome internacional vai ser apresentada no evento O MAC Encontra os Artistas, que será realizado no dia 5 de junho, terça-feira, às 19 horas, no Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP. Numa conversa informal, o público vai conhecer mais sobre as incontáveis obras de Regina, que destacam a sua presença na arte contemporânea como gravadora, pintora e pioneira da videoarte no País. A entrada é grátis.

“Regina Silveira é uma grande mestre nas artes. Como professora na Escola de Comunicações