Tecnologia

Elias Silveira apresentou a palestra CVsP3 - Photoshop que nada! Eu uso Gimp!

A Unesp foi destaque durante a Conferência Latino-Americana de Software Livre 2015 (Latinoware) com a apresentação de seis palestras, uma oficina e a participação em uma mesa redonda.

Os servidores Valdir Barbosa, Elias Silveira e Douglas Vigliazzi apresentaram palestras e fizeram oficinas durante a Latinoware 2015.

Valdir Barbosa apresentou, Desafios na implementação do LibreOffice e Padrão ODF em uma Universidade pública onde, é apresentado como a migração para ODF dentro de uma universidade pública é um desafio não só pela resistência natural dos usuários, mas indiretamente pelos trabalhos na área acadêmica relacionada às revistas científicas, projetos de pesquisa, o trabalho de conclusão do curso, relacionamento com uma agência de pesquisa de financiamento, que não

Objetivo do projeto é agilizar aprendizado do robô para a próxima tarefa

Quando o ser humano começa a andar, em geral, cai várias vezes depois dos primeiros passos, aprendendo por meio da experimentação, da tentativa e do erro. Esse processo, chamado de aprendizado por reforço, foi adaptado matematicamente e o algoritmos vêm sendo empregados em softwares de máquinas e robôs para que eles possam interagir com o ambiente e aprender com essas experiências como se fossem humanos. Uma pesquisa da Escola Politécnica (Poli) da USP pretende justamente ensinar máquinas e robôs a aprenderem novas habilidades.

O doutorando Ruben Glatt está desenvolvendo a pesquisa Melhorando a Aprendizagem por Reforço Aprofundada por meio da Transferência de Conhecimento, sob orientação da professora do Departamento de Engenharia de Computação e

Todo ano Márcio ganhava dois tênis de presente do seu pai. Um era para jogar futebol, outro para passear. Ocorre que o garoto de sete anos gostava muito de praticar esporte e acabava com o tênis de brincar, tendo que apelar para o tênis de passeio. Quando esse também estragava, o pai fazia o filho ir para a escola com o tênis “estourado”, para lhe ensinar o princípio da conservação. Mesmo assim, nada mais restava senão jogar os tênis fora, pois eles afinal também têm prazo de validade, isso porque, com o tempo, as propriedades dos materiais de que são fabricados vão se degradando.

De qualquer forma, o descarte não deve ser feito. É

Forro ecológico diminuiu temperatura interna do protótipo

Num primeiro momento, sacos vazios de cimento e embalagens de leite longa vida (ELV) descartadas parecem estar destinados apenas a lixões ou a alguma proposta de reciclagem. Mas para o zootecnista Júlio César Machado Cravo esses dois elementos, somados à resina poliuretana a base de óleo de mamona, deram origem a um forro ecológico que funcionou como um isolante térmico em galpões de aves.

“Nas medições realizadas no protótipo com forro ecológico, as temperaturas internas foram menores na primavera, no verão e no outono em comparação ao protótipo controle”, destaca o pesquisador, lembrando que não houve diferença no inverno.

Os resultados estão na pesquisa de doutorado Painéis de partículas de saco de cimento e

Simulador de direção traz, entre outro recursos, um modelo virtual da rodovia

Um estudo do Departamento de Engenharia de Transportes, da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, mostrou que é possível analisar a percepção do motorista nas estradas, diante das placas de sinalização, por meio de um simulador de direção. Além disso, esse simulador pode ser aplicado para avaliar os projetos de sinalização rodoviária antes de implantá-los. A pesquisa é pioneira no Brasil no uso de tecnologia para entender o comportamento do condutor.

Para saber se o ambiente simulado forneceria informações próximas à realidade, o estudo mensurou a percepção dos sinais de trânsito, o tempo de observação dos sinais, além da variação da velocidade após perceber as placas de sinalização.

A pesquisa incluiu o

Projeto foi elaborado por um consórcio formado pelas universidades de DeMontfort, no Reino Unido, Purdue, nos EUA, e pela Unesp

Um grupo de docentes da Unesp esteve nos últimos meses no Reino Unido e nos Estados Unidos dando continuidade às atividades do projeto sobre eficiência energética no campo contemplado na última chamada do Global Innovation Initiative. Durante as viagens foram realizados workshops nas universidades de DeMontfort, no Reino Unido, e Purdue, nos EUA. As duas instituições integram, ao lado da Unesp, o consórcio vencedor de uma chamada realizada pelos governos britânico e norte-americano, em 2014.

No workshop realizado na cidade de Leicester (Reino Unido), estiveram presentes professores dos Departamentos de Engenharia Elétrica do campus de Ilha Solteira (Dionízio Paschoareli Júnior, Carlos Antonio Alves e Júlio Borges de Souza, além da pesquisadora Cristiane S. da

Pesquisa utiliza o maior acelerador de partículas da AL para realizar tomografias

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, vem realizando estudos em parceria com o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), um dos quatro laboratórios do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), que está localizado em Campinas, no interior de São Paulo. A pesquisa que vem sendo desenvolvida utiliza o maior acelerador de partículas da América Latina para realizar tomografias. Uma das diferenças para um tomógrafo convencional é que, nesse estudo, o que gira é o objeto dentro do tomógrafo.

As reconstruções das imagens internas começam na emissão da luz síncrotron. Quando os feixes incidem

estufa (Foto: Ítalo Guedes)

Parceria estabelecida entre Brasil e Coreia do Sul possibilita que a Embrapa Hortaliças (DF) utilize o software GH Modeler que projeta e faz simulações de estruturas para abrigar cultivos de hortaliças. O programa de computador é capaz de avaliar parâmetros e analisar o desempenho da construção sob diferentes condições de estresses ambientais, conforme definições estabelecidas pelo usuário.

"O software é um grande trunfo para o avanço das pesquisas no Brasil porque, além de projetar o desenho das estufas, indica os melhores materiais para cada modelo de estrutura", avalia o pesquisador da Embrapa Ítalo Guedes, responsável pela cooperação técnica com a equipe do pesquisador Ryu Hee-Reyong, engenheiro de estruturas do Instituto de Pesquisa em Horticultura

feb_bauru_baja.jpg

Depois de conquistar um ótimo resultado na 12ª edição da Competição SAE Brasil-Petrobras de Fórmula SAE, a equipe FEB Racing vai expor seu carro na Feira Tecnológica, que acontece no Recinto Mello de Moraes, no dia 23 de outubro, das 8 às 22 horas, para mostrar a todos o resultado do trabalho desta equipe formada por 30 jovens, estudantes de Engenharia Elétrica, Mecânica, de Produção e Relações Públicas, cheios de vontade, querendo fazer algo a mais durante os anos de faculdade e com um objetivo em comum: construir um carro tipo Fórmula apto a participar da competição realizada anualmente em Piracicaba e conquistar uma melhor pontuação em relação ao ano passado.

Entre os dias

Software experimental utiliza matemática para auxiliar na identificação e separação de partes de uma imagem digitalizada, como fotografias e exames médicos

Pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos (SP), e da Universidade Brown, em Rhode Island, nos Estados Unidos, desenvolveram uma ferramenta computacional que utiliza técnicas inovadoras de segmentação de imagem para facilitar a tarefa de modificar uma imagem digital a partir da seleção de algum elemento ali existente que se queira destacar ou excluir.

A segmentação de imagens é um campo das ciências de computação dedicado ao processamento de imagens digitais e ao reconhecimento de padrões. A inovação está na incorporação das coordenadas de Laplace, um operador matemático utilizado para estudar fenômenos em diversas áreas da ciência, como astronomia, mecânica dos fluidos

Seminário Inovação Acelerando o Desenvolvimento reunirá representantes do governo paulista, agência de fomento, universidades e empresas

A Agência Paulista de Promoção de Investimento e Competitividade – Investe SP e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação – responsável pelos parques tecnológicos do Estado de São Paulo – realizarão o seminário Inovação Acelerando o Desenvolvimento.

O encontro será no dia 27 de outubro, na sede da Investe SP, à av. Escola Politécnica 82, Jaguaré, na capital, entre 8h30 e 13h30. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas antecipadamente.

A abertura dos debates estará a cargo de Márcio França, vice-governador e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, seguido de Juan Quirós, presidente da Investe SP, com a apresentação do tema O papel da Investe