Tecnologia

João Dória

O governador João Dória anunciou no dia 23 de maio o programa Polos de Desenvolvimento de São Paulo. O objetivo da iniciativa é mapear as demandas de diversos setores da indústria para estabelecer pacotes de benefícios, como simplificação tributária, facilitação de linhas de crédito e necessidades de capacitação. O programa não envolve incentivos fiscais, sublinhou o governador em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes.

“São quase 7 milhões de desempregados e subempregados no Estado de São Paulo. Geração de emprego e renda é a prioridade do nosso governo. E isso não se faz com assistencialismo. Queremos incentivar o setor produtivo, criando condições adequadas para o setor privado produzir, criar, gerar empregos, remunerar adequadamente, criando estabilidade e

soja

Alguns toques na tela de um smartphone ou tablet, e em segundos o agricultor obtém um balanço nutricional de sua plantação de soja, com as quantidades de nutrientes e corretivos de que a lavoura necessita. É o que oferece o aplicativo Nutri Meio-Norte, módulo soja, o primeiro do gênero desenvolvido pela Embrapa, que será apresentado nesta quarta-feira, 23 de maio, na feira agropecuária AgroBalsas, no município de Balsas, no sul do Maranhão. A tecnologia traz rapidez, economia e precisão na gestão de uma lavoura de soja, já que a cultura necessita de muitos insumos cotados em dólar.

Desenvolvido no ano passado pelo então estagiário de tecnologia da informação Filipe Ribeiro Chaves, da Associação de Ensino

cana-de-açúcar

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveram um software capaz de mapear, de maneira rápida e econômica, porções específicas do genoma de plantas poliploides – aquelas que têm mais de dois conjuntos de cromossomos, como é o caso da cana-de-açúcar. A ferramenta pode ser útil para projetos que visam ao melhoramento genético de plantas de interesse comercial.

O trabalho, apoiado pela FAPESP, foi coordenado por Marcelo Falsarella Carazzolle, do Laboratório de Genômica e bioEnergia (LGE) do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (IB-Unicamp). Os resultados foram divulgados na revista DNA Research.

Como explicou Carazzolle, o genoma da cana-de-açúcar – composto por 10 bilhões de pares de bases, distribuídos entre 100 e 130

Pedro Paulo e Pedro Alcantara

Muito se fala sobre agricultura de precisão, mas você sabia que também existe a pecuária de precisão? Quem participou do 1º Simpósio Pecuária Dinâmica, que ocorreu nos últimos dias 09 e 10 de maio na Agrotins, pôde conhecer as maravilhas que a adoção de tecnologias na pecuária pode promover na criação intensiva ou extensiva de gado. Diversos pecuaristas do estado se mostraram interessados em modernizar sua criação.

Segundo o pesquisador da Embrapa Gado de Corte Pedro Paulo Pires, que falou sobre o desenvolvimento de softwares e hardwares para uso na pecuária, diversos produtores ficaram impressionados com as possibilidades trazidas pela adoção de tecnologias no pasto. “Nós mostramos as ferramentas, equipamentos, softwares que já estão disponíveis

café

Pela primeira vez, produtores de café da Amazônia Ocidental e do noroeste de Mato Grosso contarão com cultivares clonais individuais de café, proporcionando liberdade de escolha e agregação de valor à lavoura. Com um pacote tecnológico lançado pela Embrapa Rondônia, além de o cafeicultor saber quais clones deverão ser combinados na lavoura, será possível também escolher cada material de acordo com as características desejadas: produtividade, qualidade da bebida, resistência a doenças, entre outras.

Isso porque os pesquisadores desenvolveram cultivares clonais que reúnem vantagens das variedades conilon e robusta. Os novos materiais mostraram alta produtividade de café beneficiado, resistência à ferrugem e ao nematoide das galhas, boa qualidade de bebida e adaptação às condições edafoclimáticas da

Alunos da USP

O projeto criado por alunos do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, e intitulado Robosquadrão foi escolhido como um dos finalistas da sétima edição do programa Campus Mobile.

Robosquadrão é um game em que o jogador pode aprender uma habilidade, treinar, lutar, cooperar, resgatar e curar um robô virtual. A autoria é de Eleazar Braga, Gabriel Simmel e Óliver Becker, que fazem parte do grupo Fellowship of Game, voltado ao desenvolvimento de jogos.

Os robôs não podem ser controlados diretamente, é necessário criar um código para controlá-los. Cada fase demanda uma nova tarefa, que precisa ser codificada e inserida no script, para que o

combustíveis

O ciclo de desenvolvimento baseado em combustíveis fósseis está com os dias contados e as alternativas energéticas renováveis abrem um novo campo de pesquisa e de emprego mais bem remunerado e qualificado para as futuras gerações.

A conclusão é de especialistas participantes do terceiro episódio do programa Ciência Aberta em 2019, lançado nesta quarta-feira (15/05). O programa é uma parceria da FAPESP com o jornal Folha de S. Paulo.

Segundo os pesquisadores, a bioenergia é mais democrática do que as fontes tradicionais. “Ela não pode ser gerada de forma tão centralizada como uma refinaria de petróleo ou uma central nuclear. A bioenergia pressupõe uma distribuição maior [dos empregos e recursos]”, disse Luiz Augusto Horta Nogueira,

macaúba

Produção da macaúba, uso de macrofungos (cogumelos) para nutrição animal e armadilhas para atrair inimigos naturais como percevejos e vespas utilizando lignina como suporte de semioquímico são as tecnologias que a Embrapa Agroenergia preparou para mostrar aos visitantes da 19° Feira de Agrotecnologia do Tocantins (Agrotins). As tecnologias estarão expostas no estande da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Aquicultura do estado, no Portal da Agricultura.

A Feira, que tem nesta edição a temática “Agronegócio de Atitude Sustentável”, acontece de terça-feira a sábado (7 a 11 de maio), no Centro Agrotecnológico de Palmas, na TO-050, saída para Porto Nacional.

“As pesquisas que estarão na Agrotins, como nossa vitrine de tecnologias, estão totalmente alinhadas ao tema da

Agrobrasília

Embrapa divulga estudo que avalia a aplicação da lignina em manejo integrado de pragas em lavouras

A Embrapa Agroenergia expõe três tecnologias na Agrobrasília 2019, que acontece de 14 a 18 de maio, na Coopadf. A lignina como suporte para promover a liberação controlada do semioquímico cis-jasmone é a novidade para esta edição da Feira.

“A lignina apresenta alto potencial para ser utilizada como suporte para a promoção da liberação controlada do cis-jasmone, que pode ser estendido a outras moléculas de agroquímicos”, explica o pesquisador Silvio Vaz Jr. Por ser capaz de liberar, quando manipulada corretamente, semioquímicos que têm como função o controle de insetos em campo, a lignina se torna aliada dos produtores agrícolas

espermatozóide

Pesquisadores obtiveram melhoras significativas ao utilizar o sêmen refrigerado na inseminação artificial bovina em comparação aos gametas congelados. O trabalho foi feito pela Embrapa no Pantanal com a participação da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP). Os cientistas constataram um aumento de dez pontos percentuais nas taxas de prenhez. “Ou seja, em vez de atingir 50% de prenhez após a inseminação, que era o previsto, com o uso do sêmen refrigerado chegamos a 60%, obtendo 20% de bezerros a mais com essa técnica”, conta a pesquisadora Juliana Corrêa, da Embrapa Pantanal (MS).

As primeiras pesquisas coletaram o sêmen de três touros melhoradores em uma propriedade próxima a Corumbá

Inova Unicamp

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), por meio da Agência de Inovação Inova Unicamp, lançou em seu site um sistema de comunicação de projeto de pesquisa e desenvolvimento (P&D) entre a universidade e empresas.

O sistema foi desenvolvido para facilitar a comunicação com os pesquisadores da Unicamp que são procurados pelo setor empresarial para firmar convênios de P&D.

Segundo a Inova Unicamp, a medida beneficia o docente por agilizar a tramitação dos processos de parcerias. A agência participará desde o início da negociação e formatação dos contratos e instrumentos jurídicos a fim de proteger os interesses da Unicamp, evitando que o processo retorne em outras instâncias por não estar adequado às exigências internas, no que