Vacinação

A Fiocruz vai realizar nesta quinta-feira (16/8), das 8h30 às 14h, no Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), um evento de atualização no manejo clínico e vigilância do sarampo para os profissionais de saúde dos municípios do Estado do Rio de Janeiro. As inscrições podem ser feitas aqui. O seminário Sarampo: manejo clínico e vigilância é promovido pela Coordenação de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Presidência da Fiocruz e pelo IFF.  No evento serão enfatizadas a situação epidemiológica do sarampo no Brasil, as estratégias de imunização e o manejo clínico da doença – diagnóstico, complicações e tratamento. Um dos objetivos é construir protocolos e notas técnicas para disseminar informações.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo, e atualmente empreende esforços para manter o certificado, interromper a transmissão dos surtos e impedir que se estabeleça a transmissão sustentada (ocorrência do mesmo surto por mais de 12 meses). Segundo o Ministério da Saúde, atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Até 6 de agosto foram confirmados 788 casos de sarampo no Amazonas, sendo que 5.058 permanecem em investigação. Roraima confirmou 281 casos da doença e 111 continuam em investigação. Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela. Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (1), Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Rondônia (1) e Pará (2). Já houve cinco mortes pela doença.

A vacinação é o modo mais eficaz de inibir a volta de doenças já eliminadas no país, como a poliomielite e o sarampo. Para conter o avanço de casos no Brasil, o Ministério da Saúde iniciou uma campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo, que se estenderá até 31de agosto, tendo como público-alvo as crianças de 1 a menores de 5 anos. 

Serviço

Data: 16 de agosto
Horário: 8h30 às 14h
Local: IFF/Fiocruz

Programação 

8h30: Coffee Break de boas vindas

9h: Mesa de Abertura
Nísia Trindade Lima – presidente da Fiocruz
Rivaldo Venâncio da Cunha – Coordenação de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência(CVSLR/Fiocruz);
Fabio Russomano – Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz); 
André Abreu – Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis (Devit) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS);
Sérgio D’Abreu Gama – secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro
Maria da Conceição de Souza Rocha – presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (Cosems/RJ)

9h30 às 10h30: Situação epidemiológica do sarampo
- Situação epidemiológica do sarampo no Brasil – Coes Sarampo/MS 
- Situação epidemiológica do sarampo no Estado do Rio de Janeiro – Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro – SES/RJ
- Estratégias de imunização – Programa Nacional de Imunização PNI/MS

10h30 às 11h30: debate

11h30 às 12h15: brunch

12h15 às 13h15: Manejo clínico do sarampo
- Manifestações clínicas – José Augusto de Britto (IFF/Fiocruz)
- Diagnóstico laboratorial – Marilda Siqueira (IOC/Fiocruz)
- Complicações e tratamento – IFF
 
13h15 às 14h: debate e encerramento

Regina Castro
Agência Fiocruz de Notícias

Pin It