Ciência

malária nos séculos 19 e 21

Dissertação de mestrado do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) mostra como a malária foi e é vista pela mídia e pelo poder público nos dois períodos históricos

Uma dissertação de mestrado, defendida no Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde (PPGICS), do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), mostra como a malária foi e ainda é tratada em dois períodos históricos: o século 19, durante o Ciclo da Borracha, e o século 21 (2005-2007).

Proveniente de Manaus (Amazonas), a jornalista Andréa Arruda veio para o Rio de Janeiro disposta a pesquisar o assunto. Sua dissertação de mestrado, defendida no último dia 30

Museu Fiocruz

Resultado de um esforço conjunto da Associação Brasileira de Centros e Museus de Ciência (ABCMC), da Casa da Ciência da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Museu da Vida/Fiocruz, o Guia de Museus de Ciência do Brasil chega a sua terceira edição. Com informações sobre 268 espaços científico-culturais espalhados pelo país, o novo guia funciona como instrumento de divulgação ao público em geral, em especial às escolas.

Acesse a terceira edição do Guia de Museus de Ciência do Brasil.

Do total de espaços, 155 estão no Sudeste; 44, no Sul; 43 no Nordeste; 15, no Centro-Oeste; e 11 no Norte. O guia contém informações sobre museus, planetários, jardins botânicos, zoológicos, aquários,