Tecnologia

Programa Roda Viva

A importância da ciência e da tecnologia para o desenvolvimento do Brasil foi tema do programa Roda Vida, da TV Cultura. Exibido no dia 6 de novembro, o programa pode ser assistido pela internet.

Temas como nanotecnologia, biotecnologia e ciências ambientais, projetos como o Sirius, desenvolvido no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) – com apoio da FAPESP –, questões como o corte de verbas para financiamento de pesquisas, perspectivas para os próximos anos e comparações com as políticas de outros países estiveram em pauta.

Os convidados e debatedores foram Carlos Henrique de Brito Cruz , diretor científico da FAPESP, Antonio José Roque da Silva, diretor do LNLS, Mayana Zatz,

youtuber

Brás Cubas agora tem seu o próprio canal de vídeos na plataforma YouTube. Apesar de compartilhar do mesmo nome — e do mesmo sarcasmo — da personagem da obra de Machado de Assis, esse Brás do século 21 sabe bem o que é preciso para acumular seguidores na internet.

O videoblog é ficcional, mas adota diversos elementos que aproximam o seu estilo daquele usado pelos youtubers “de verdade”. A série é dirigida e roteirizada por João Paulo Bley, aluno de Audiovisual na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP.

Desde 2014, Bley tinha vontade de criar um projeto para o YouTube. A oportunidade surgiu em 2017, ao desenvolver

microrganismos

Pesquisadores da Embrapa Agroenergia (DF) estão desenvolvendo tecnologia nacional para obter e transformar o que deve ser a matéria-prima mais utilizada na economia menos dependente do petróleo. Trata-se de açúcares contidos em folhas, caules, bagaços e outras partes de diferentes vegetais, a chamada biomassa. Para converter essa matéria-prima em combustíveis e vários produtos com origem renovável, o trabalho dos cientistas está centrado na engenharia genética de microrganismos que atuam como biofábricas. A equipe obteve material genético inédito de fungos e bactérias para utilizar com essa finalidade.

O primeiro desafio está em desconstruir a parede celular de vegetais para extrair açúcares, o que é feito com a utilização de um

cabo para redes

A Unidade Embrapii CPqD, em parceria com a empresa Furukawa, concluiu o desenvolvimento de um cabo híbrido, metálico, com fibra óptica no interior, capaz de conduzir energia elétrica e, ao mesmo tempo, fazer a transmissão de dados em banda larga, de acordo com a assessoria de comunicação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial.

A nova tecnologia, chamada de OPDC (Optical Distribution Cable), já está disponível e vem servindo de base para outro projeto inovador no país: a implantação de uma rede sinérgica, desenvolvida pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), com o apoio dos programas de P&D da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e da Fundação

impresso 3D

Baseado na cultura “do it yourself”, workshops falarão sobre empreendedorismo com experiências práticas

Faça você mesmo: esse é o espírito do movimento maker, que difunde a ideia de que podemos colocar a mão na massa e produzir ou modificar objetos e projetos diversos, principalmente com o auxílio da tecnologia. No próximo dia 25 de março, os alunos que acabaram de ingressar na USP poderão fazer parte desse movimento no Maker Day para Bixos USP.

O evento é organizado pelo Núcleo de Empreendedorismo da USP (NEU), em parceria com a Hardware Livre, a SynBio e a Igem. “Será um sábado inteiro de atividades voltadas para a prática. Teremos workshops de design thinking até o desenvolvimento de

Exemplo de Impressao 3D

Imitar a natureza em laboratório e fabricar folhas, sementes e até mesmo estruturas ainda mais complexas, seja de vegetais, animais ou microrganismos, poderá em breve se tornar realidade no Laboratório de Nanobiotecnologia (LNANO) da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em Brasília. A recente aprovação de um projeto, assim como outras atividades interligadas, permitirão que os pesquisadores testem atividades biológicas em ambiente tridimensional, ou seja, de modo mais próximo à realidade.

Líder do projeto, o pesquisador da Embrapa Luciano Paulino da Silva explica que a técnica utilizada é chamada de bioimpressão 3D, uma variante da impressão 3D, método de fabricação de objetos sólidos a partir de um arquivo digital contendo

pornografia em telas de celulares e computador

Um dos problemas mais prementes da universalização do uso do celular e da internet é o acesso indiscriminado a sites e vídeos com conteúdo pornográfico. O acesso a tais conteúdos pode ser voluntário por parte de usuários maiores de idade, mas também pode ser absolutamente desaconselhável quando envolve menores.

O acesso pode ainda ser involuntário, quando se recebe mensagens de correio eletrônico indesejadas, contendo anúncios com conteúdo obsceno, ou ocorrer de forma inadvertida, quando se visita um site invadido por piratas da tecnologia e que lá postaram conteúdo pornográfico.

A indústria de tecnologia da informação e os provedores de conteúdo buscam constantemente alternativas capazes de filtrar em tempo real

Amendoas de coco babacu

Equipamento será usado por associações de mulheres quebradeiras, que fazem o pesado trabalho de extração do coco

Para aumentar o aproveitamento do coco do babaçu, palmeira abundante no meio-norte do Brasil, o projeto APL Babaçu, do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), desenvolveu uma máquina que separa as partes do coco sem danificá-las. O equipamento será utilizado em Arranjos Produtivos Locais (APLs) com a participação das mulheres que extraem o coco, as quebradeiras, viabilizando seu uso na produção de energia e em indústrias de alimentos e cosméticos, entre outras. O projeto é realizado pela empresa Biotechnos Projetos Autossustentáveis, incubada no Cietec, instituição mantida pela USP e pelo Instituto de

diversao online

Com a facilidade com que tecnologia nos proporciona na atualidade as opções de entretenimento cada dia vem se multiplicando. Sites de relacionamentos, redes sociais, roleta online, visitas virtual e interativas a museus, que nos dá a oportunidade de conhecer obras de grandes mestres, como também acessos a bibliotecas proporcionando o enriquecimento cultural, conhecendo lugares e culturas escritas por ícones da literatura mundial.

Nesse mundo dinâmico e interativo precisamos administrar nosso tempo, pois o mundo virtual é muito envolvente, por isso leva o individuo a ficar horas na frente da tela de um computador ou em smartphones, totalmente alheio a vida real, deixando muitas vezes passar a oportunidade de estar

Esquema mostra o guia de onda no microchip

A ideia de utilizar efeitos da mecânica quântica em tecnologia da informação começou a ser levada a sério na década de 1970. E ganhou corpo quando, no início dos anos 1980, um cientista carismático como o físico norte-americano Richard Feynman (1918 – 1988) pronunciou-se favoravelmente sobre a possibilidade do computador quântico. Em janeiro de 2017, um artigo publicado em Nature especulou que, com a participação de corporações gigantes como Google e Microsoft, o computador quântico esteja finalmente pronto para sair do laboratório este ano: Quantum computers ready to leap out of the lab in 2017.

No intervalo de tempo entre o veredicto de Feynman e a promessa veiculada em

Evento na Poli

Softwares adaptativos podem mudar a função ou o comando original de outros para que eles obtenham melhor desempenho

Com foco na comunicação técnica, a 11ª edição do Workshop de Tecnologia Adaptativa (WTA) trouxe atualizações sobre os trabalhos de pós-graduação desenvolvidos no último ano pelo Laboratório de Linguagens e Técnicas Adaptativas (LTA). O evento foi criado há uma década pelo professor João José Neto, precursor da pesquisa sobre adaptatividade aplicada à engenharia no Brasil, e faz parte do calendário do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais (PCS) da Escola Politécnica (Poli) da USP.

O intuito da adaptatividade é desenvolver mecanismos que proporcionem eficiência a autômatos que não estejam