esteta banner 960

dauridiogo

Sociedade

Manifestacao

Tese de doutorado estuda abordagem midiática dos maiores protestos nacionais desta década

No último mês de junho, Marcos Rogério Martins Costa — doutorando da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, apresentou seu trabalho em uma conferência da Unesco na Association Française de Sémiotique, em Paris. O objeto de seus estudos é a abordagem midiática das manifestações nacionais ocorridas nos anos de 2013 e 2015, respectivamente contra o aumento das tarifas e a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Segundo o pesquisador, partindo-se de um ponto de vista semiótico, tais fenômenos possibilitam explicar muito sobre a situação política atual. E, no entanto, ainda não foram suficientemente analisados.

Alegoria representando racismo

Com foco nas relações de trabalho, estudo verifica presença da discriminação em diferentes instâncias do Estado

Ao escolher o racismo como tema de doutorado, a primeira inquietação de Humberto Bersani se deu ao perceber que, na área do Direito, a maior parte das pesquisas olha para a atuação dos sistemas de justiça, mais especificamente, o sistema penal. Além disso, a maioria delas trata o racismo exclusivamente como problema institucional – sendo que, no Brasil, o preconceito não se encontra apenas nas instituições, fazendo parte da própria estruturação social. Essa foi a lacuna acadêmica que seu trabalho procurou diminuir.

segregacao

Uma pesquisa inédita realizada pela Fiocruz e mais cinco centros de pesquisa do país revela que indivíduos que moram em vizinhanças mais segregadas economicamente - locais com maior concentração de responsáveis pelo domicílio com renda menor do que 3 salários mínimos -  têm 26% mais chance de apresentarem hipertensão e 50% mais de desenvolverem diabetes, comparados a pessoas que residem em áreas menos segregadas. O estudo foi publicado na edição de agosto da Social Science & Medicine, uma das mais respeitadas revistas científicas do mundo.

urbanizacao

Pesquisadoras investigam o caso peculiar da urbanização brasileira e seus efeitos na saúde

Atualmente, ao se pensar em saúde urbana, necessariamente se pensa em qualidade ambiental. Mas quais os fatores suscitam preocupações com a saúde de uma maneira mais ampla quando se leva em conta a relação “entre o indivíduo e o meio físico, social e político onde ele vive e se insere”? Essa é questão discutida em artigo publicado na Revista USP por Helena Ribeiro e Heliana Vargas. Elas também analisam as relações entre globalização e urbanização mundial; o caso peculiar da urbanização brasileira e seus efeitos na saúde e conflitos de toda ordem, relacionados a aglomerações de pessoas e veículos; e os efeitos, na sociedade urbanizada, do mundo virtual globalizado.

Agenda Cultural

Workshops, palestras, seminários, conferências, congressos, shows, exposições e cursos na área Cultural

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Parceiros

geralinks
linkirado atoananet