esteta banner 960

dauridiogo

Arquitetura

Centro Cultural SP

Evento faz parte de ciclo organizado pela Cátedra Olavo Setúbal do Instituto de Estudos Avançados da USP

Arquiteto e designer gráfico formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP. Primeiro diretor do Centro Cultural São Paulo (CCSP). Secretário da Cultura do Estado de São Paulo. Secretário do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo. Diretor do Museu da Imagem e do Som (MIS) e da Cinemateca Brasileira. Presidente da Associação Brasileira de Entidades Culturais Não Lucrativas (Anec). Diretor do Instituto Tomie Ohtake desde sua criação, em 2001. Membro do Conselho Deliberativo do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP entre 2015 e 2016. Atual titular da Cátedra Olavo Setúbal de Arte, Cultura e Ciência do IEA. Membro de uma família reconhecida na arte e na arquitetura nacional, filho da artista plástica Tomie Ohtake (1913-2015) e irmão do também arquiteto Ruy Ohtake.

Ceagesp

Propostas vencedoras do Schindler Global Award serão exibidas até 25 de agosto, na Cidade Universitária

Até o dia 25 de agosto, a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP expõe os projetos vencedores do Schindler Global Award (SGA). A competição, realizada entre maio de 2016 e fevereiro de 2017, teve 150 equipes representando 46 países. O desafio deles era criar um projeto arquitetônico e urbanístico para a área que, hoje, abriga a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), na zona oeste da capital paulista.

Ceagesp

Pela primeira vez, uma instituição não europeia venceu o Schindler Global Award, desafio de arquitetura e design

Desenvolver um plano urbanístico para um bairro da cidade de São Paulo: este era o trabalho final de uma disciplina do curso de Arquitetura e Urbanismo da USP. Um grupo de três alunos tem desempenho muito abaixo do esperado. Meses depois, um prêmio mundial desafia estudantes a criar um projeto para a área que hoje abriga a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), na zona oeste da capital paulista.

Escadaria do Bexiga

Pesquisadora propõe discussão sobre o conceito de patrimônio ambiental urbano: como definir e produzir urbanidade?

Nadia Somekh propõe, em seu artigo publicado na Revista CPC, a discussão sobre o conceito de patrimônio ambiental urbano: como definir e produzir urbanidade? Como preservar o patrimônio cultural levando em conta o desenvolvimento sustentável? Como ficam essas questões em São Paulo? A autora toma o bairro do Bexiga* como ponto de partida de análise do assunto, apresentando, em sua pesquisa, três questões: “a política da preservação, a renovação de bairros históricos, terminando com a proposta de novas agendas para a preservação”.

Página 1 de 18

Agenda Cultural

Workshops, palestras, seminários, conferências, congressos, shows, exposições e cursos na área Cultural

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
12
13
19
20
26
27
28
29
30
31

Parceiros

geralinks
linkirado atoananet