esteta banner 960

dauridiogo

Artes Plásticas

Giselle Beiguelman

Tadeu Chiarelli, da ECA, e Giselle Beilguelman, da FAU, são homenageados por críticos de todo o País

Dois professores da Universidade de São Paulo foram eleitos para serem homenageados com o tradicional Prêmio ABCA, da Associação Brasileira de Críticos de Arte. Tadeu Chiarelli, da Escola de Comunicações e Artes (ECA), recebe o Prêmio Mário de Andrade pela sua trajetória como crítico, curador e pelo seu trabalho na direção das principais instituições de arte do País. E Giselle Beiguelman foi escolhida para o Prêmio Destaque, por incentivar a arte na formação dos estudantes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) e pela sua atuação pioneira como artista multimídia.

Centro Cultural da USP em Bauru

Até 28 de abril, campus da USP de Bauru expõe 12 telas que mostram a paisagem marinha, criadas pela artista bauruense Ana Carla Serra

Fundo do Mar é o nome da exposição da artista plástica Ana Carla Serra, em cartaz no Centro Cultural do campus da USP em Bauru. Até 28 de abril, estão expostos ali 12 quadros de Ana Carla, produzidos em estilo moderno, com duas técnicas em acrílico e óleo. O evento é uma promoção do projeto Atelier & Arte, da Seção de Eventos Culturais da Prefeitura do Campus USP de Bauru (PUSP-B).

cabeca de Bandeirantes

A Pinacoteca apresenta a experiência sensorial de estar em São Paulo na exposição “Metrópole: Experiência Paulistana”

Uma cabeça gigante, decapitada, está ali na porta da Pina Estação. No chão, de lado… O sujeito não é um cidadão e, muito menos, comum. Cabelos cacheados, barba, nariz afinado lembram um europeu. Foi pensando nos bandeirantes, citados na história de São Paulo como “heróis desbravadores”, que o escultor Flávio Cerqueira decidiu fazer uma intervenção. Esculpiu uma cabeça em bronze, de 800 quilos e 25 metros de diâmetro, inspirada no perfil dos tais sertanistas homenageados em monumentos – Borba Gato é um deles – e resolveu transformá-los em anti-heróis. “Decapitou” os bandeirantes do corpo da história e tombou uma das cabeças entre os paulistanos.

pedra no ceu idealizada por Paulo Mendes da Rocha

O prédio do Mube, idealizado pelo professor da USP, está entre os dez destaques da arquitetura brutalista mundial

A sensação de quem entra no Mube é a de ser envolvido por uma bruma. Uma nuvem que passa devagar, como se transportasse os visitantes para o céu. Essa abordagem poética faz parte da instalação No Ar, da artista Laura Vinci – uma das obras de arte que estão, desde o início do mês, dialogando com a arquitetura de Paulo Mendes da Rocha, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP e um dos arquitetos mais premiados no Brasil e no exterior.

Página 1 de 24

Agenda Cultural

Workshops, palestras, seminários, conferências, congressos, shows, exposições e cursos na área Cultural

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
12
Data : 12 de Abril de 2017
13
Data : 13 de Abril de 2017
15
Data : 15 de Abril de 2017
16
Data : 16 de Abril de 2017

Parceiros

geralinks
linkirado atoananet